Philobiblon (sm)(tm)

Back to Search     Back to Results


ID no. of Person BITAGAP bioid 27005
Name Gonçalo Vaz de Castelo Branco, Monteiro-mor [1450-07-23 ca. - 1457 a quo]
Gonçalo Vasques de Castelo Branco
Sex M
Title Monteiro-mor 1450-07-23 ca. - 1457 a quo
Senhor de Vila Nova de Portimão 1482 antes de
Vedor da Fazenda 1476 antes de
Regedor da Casa da Suplicação
escrivão da puridade 1464-07-23 - 1465 (Morato (1837))
almotace-mor 1472 anes de
conselheiro régio (Santos (2014-15))
chanceler (Santos (2014-15))
fidalgo da casa régia 1450 ca.
Milestones Nascimento 1424
Óbito 1484 depois de - 1493 antes de (Aguiar (2019))
Associated Persons filho de: Lopo Vaz de Castelo Branco, Monteiro-mor [1415-08-21]
irmão de: Nuno Vaz de Castelo Branco, Monteiro-mor [1442-04-27 - 1482 a quo]
*escudeiro: João Rombo, escrivão das sisas em Portimão [1484-08-06] (1484 ca.)
*escudeiro: João Álvares, escrivão das sisas em Portimão [1484-05-05] (1484 ca.)
*escudeiro: Gonçalo Rombo, procurador do número em Portalegre [1482-07-18 antes de] (1484 ca.)
*escudeiro: João Vaz, requeredor da dízima de Pedeneira [1482-06-13 antes de] (1482 ca.)
*criado: João Afonso, requeredor das sisas na Ribeira de Santarém [1483-07-09]
senhor de: Aires Gomes, caminheiro na Comarca da Estremadura [1486-04-07]
pai de: Martinho de Castelo-Branco (D.), 1o Conde de Vila Nova de Portimão [1504-05-28]
Affiliation poeta
Institutional Affiliation Regedor Lisboa: Casa do Cível (1482-10-06 antes de)
Author of texid 2593 Gonçalo Vaz de Castelo Branco, Monteiro-mor, “Se ousara de nomear [D 582 -23]” (tr. Beatriz de Sá)
Other Associations with Works texid 30676 Afonso V, 12. Rei de Portugal, Carta dando Gonçalo Vasques de Castelo Branco, fidalgo da casa régia, por monteiro-mor das matas da Ota, pela guisa que o foi seu irmão Nuno Vasques de Castelo Branco, escrito/a 1450-07-23
texid 10367 Afonso V, 12. Rei de Portugal, Carta, estando em França, para Gonçalo Vaz de Castelo Branco, escrito/a 1477-01-26
texid 30549 Afonso V, 12. Rei de Portugal, Carta, informada por Gonçalo Vasques de Castelo Branco, monteiro-mor, que manda informar Diogo Gil (coudel em Montemor-o-Novo), e Martim Gonçalves (coudel na vila de Lavar, bem como todos os coudeis de Canha e Cabrela, que os monteiros dessa correição estão isentos de servir no alardo, bem como do pagamento de contia, escrito/a 1454-05-03
texid 1721 Álvaro Barreto, “Micer Álvaro galante [D 96 -01]”, escrito/a 1470 antes de
texid 32975 João II, 13. Rei de Portugal, Carta aos juízes de Santarém a respeito dos 24 Mesteres que têm cárrego da aposentadoria da dita vila e os agravos e outras coisas pertencentes à aposentadoria a Gonçalo Vaz de Castelo Branco, escrito/a 1482-06-08
texid 26878 João II, 13. Rei de Portugal, Carta confirmando Gonçalo Vaz de Castelo Branco, senhor de Vila Nova de Portimão, pela regedoria da Casa do Cível de Lisboa, pela guisa que o é por carta de D. Afonso V, escrito/a 1482-10-06
texid 25840 João II, 13. Rei de Portugal, Carta dando a Gonçalo Vasques de Castelo Branco, regedor da Casa do Cível de Lisboa, a licença de dar cartas de escrivaninha pelos ofícios dela na vila de Portimão [portagem, dízima, redízima e direitos reais], escrito/a 1484-08-06
texid 25839 João II, 13. Rei de Portugal, Carta dando João Rombo, escudeiro de Gonçalo Vasques de Castelo Branco, regedor da Casa do Cível de Lisboa, pelas escrivaninhas das sisas e dos feitos das sisas em Portimão, pela guisa que o foi João Álvares, morador na dita vila, por cartas de D. Afonso V, que renunciou por instrumento público escrito, 1484-05-05, por Pedro Vasques, tabelião em Arraiolos, escrito/a 1484-08-07
texid 24444 João II, 13. Rei de Portugal, Carta de demissão de Sancho Fernandes, caminheiro na Comarca de Estremadura, por erros no ofício e dando Aires Gomes, criado de D. Gonçalo de Castelo-Branco, pelo novo caminheiro, escrito/a 1486-04-07
texid 2097 João Rodrigues de Sá [de Meneses], alcaide-mor do Porto, “Quem me isso fizesse vente [D 472 -02]” (tr. Pedro de Almeida…)
texid 2096 Pedro de Almeida, “Folgai bem de ser doente [D 472 -01]” (tr. Gonçalo Vaz de Castelo Branco, Monteiro-mor)
References (most recent first) Referido em Costa (2021), “Codicilo ao testamento de D. Gonçalo de Castelo Branco (1493)”, Fragmenta Historica
Referido em Aguiar (2019), “A aristocracia e o poder: parentesco e reprodução social na nobreza medieval portuguesa (1385-1521)”, Incipit 7. Workshop de Estudos Medievais da Universidade do Porto, 2018
Referido em Santos (2017), “A Nobreza e a Expansão no Norte de África (o caso de Ceuta)”, Omni Tempore. Encontros da Primavera 2014-2015 136
Referido em Durão (2002), “1471 -um ano 'africano' no desembargo de D. Afonso V”, 1:25, 37, 81, 89, 90, 92, 113, 147, 150
Referido em Morato (1837), “Memória sobre os escrivães da puridade dos reis de Portugal, e do que a este officio pertense”, Memórias da Academia R. das Sciencias de Lisboa 181-82, 190
Referido em Resende et al. (1990-2003), Cancioneiro Geral 6:163
Record Status Created 2018-06-05
Updated 2022-04-12