Philobiblon (sm)(tm)

Back to Search     Back to Results


ID no. of Person BITAGAP bioid 25853
Name Luís Pires, tabelião (1477 ca. - 1483 a quo)
Luís Peres
Sex M
Affiliation tabelião 1477 ca. - 1483 a quo
Other Associations with Works texid 32529 Afonso V, 12. Rei de Portugal, Carta dando licença a João de Figueiró, escudeiro da casa régia, criado do píncipe e escrivão dos Órfãos no Porto [de ter um escrivão 'que com ele e sem ele escrfeva em seu ofício', escrito/a 1478-04-26
texid 25010 Afonso V, 12. Rei de Portugal, Carta respondendo a vários agravos dos homens-bons dos mesteres de Lisboa, a respeito do preço de escrituras, o preço de trigo, tenças e número de oficiais, escrito/a 1479-07-19
texid 32513 João II, 13. Rei de Portugal, Carta a Leonel de Lima, visconde de Vila Nova de Cerveira e alcaide do castelo de Lapela, mandando que o castelo fosse entregue ao seu neto Pero Gomes de Abreu, escrito/a 1482-11-07
texid 31578 João II, 13. Rei de Portugal, Carta ao chanceler-mor mandando a carta de apresentação de João Afonso, clérigo de missa e criado de Pero da Cunha, às igrejas de São Salvador da Infesta e a sua anexa Santa Maria da Borba da Montanha, em terra de Basto, escrito/a 1483-04-01
texid 32969 João II, 13. Rei de Portugal, Carta ao Dr. Vasco Fernandes, desembargador do príncipe D. Afonso, para que também possa servir e ouvir feitos na Casa da Suplicação e na Casa do Cível com os outros desembargadores das ditas Casas, escrito/a 1479-01-24
texid 27216 João II, 13. Rei de Portugal, Carta confirmando Álvaro Dias, escudeiro e morador em Aljubarrota, por vedor dos vassalos no couto de Alcobaça, pela guisa que o é por carta de D. Afonso V, escrito/a 1482-06-15
texid 27409 João II, 13. Rei de Portugal, Carta confirmando Diogo Álvares, escudeiro que foi de D Afonso V, por vedor dos vassalos de Loulé, pela guisa que o é por carta do dito Senhor, escrito/a 1482-02-20
texid 26318 João II, 13. Rei de Portugal, Carta confirmando Domingos Guedes por meirinho da Corte, pela guisa que o é por carta de D. Afonso V e pela guisa que o foi o seu pai João Afonso, escrito/a 1482-06-08
texid 26957 João II, 13. Rei de Portugal, Carta confirmando Fernão Martins, escudeiro do conde de Marialva e morador no Sabugal, por escrivão das sacas na dita vila, pela guisa que o é por carta de D. Afonso V, escrito/a 1482-07-15
texid 27143 João II, 13. Rei de Portugal, Carta confirmando João Álvares, morador em Évora, por Besteiro da Câmara na dita vila, pela guisa que o é por carta de D. Afonso V, escrita em Évora, 1477-06-24, por Luís Pires, tabelião, escrito/a 1482-05-24
texid 27018 João II, 13. Rei de Portugal, Carta confirmando João do Rego, cavaleiro da casa régia, por vedor dos vassalos de Silves, pela guisa que o é por carta de D. Afonso V, escrito/a 1482-06-26
texid 27419 João II, 13. Rei de Portugal, Carta confirmando João Eanes Fogaça, escudeiro e morador em Cabeça da Vide, por vedor das Obras da dita vila, pela guisa que o é por carta de D. Afonso V, escrito/a 1482-02-14
texid 26876 João II, 13. Rei de Portugal, Carta confirmando Martim Fragoso, escudeiro e morador em Alegrete, por Juiz dos Órfãos na dita vila, pela guisa que o é por carta de D. Afonso V, escrito/a 1482-07-23
texid 27168 João II, 13. Rei de Portugal, Carta confirmando Martim Homem, cavaleiro da casa régia, por juiz dos Órfãos em Évora, pela guisa que o é por carta de D. Afonso V, escrito/a 1482-06-20
texid 32688 João II, 13. Rei de Portugal, Carta confirmando Pedro do Rego, escudeiro que foi de D. Afonso V, no ofício de alcaide dos homens do mar, em Santarém, pela guisa que o foi por carta do dito D. Afonso, escrito/a 1482-06-15
texid 27033 João II, 13. Rei de Portugal, Carta confirmando Pedro Eanes, escudeiro e criado de Vasco Martins da Cunha, por escrivão dos vassalos na vila de Aldeia Galega da Merceana e seu termo, pela guisa que o é por carta de D. Afonso V, escrito/a 1482-06-18
texid 26884 João II, 13. Rei de Portugal, Carta confirmando Pedro Lourenço, escudeiro da casa régia, pelo cargo de Tesoureiro de tirar os cativos que jazem em terra de mouros em África, pela guisa que o é por carta de D. Afonso V, escrito/a 1482-10-12
texid 27285 João II, 13. Rei de Portugal, Carta confirmando Pero Fernandes de Valade, escudeiro e morador na vila de Aveiro, por escrivão dos resíduos na dita vila, pela guisa que o é por carta de D. Afonso V, escrito/a 1482-02-18
texid 32690 João II, 13. Rei de Portugal, Carta dando Afonso Pinto, escudeiro e morador em Vila Real, por escrivão dos registos na dita vila e no seu almoxarifado, pela guisa que o foi o seu irmão Pero Pinto, que morreu em terra de mouros, escrito/a 1482-06-15
texid 32630 João II, 13. Rei de Portugal, Carta dando João Vaz de Melo, morador em Covilhã, por escudeiro régio (em especial guarda e encomenda), escrito/a 1482-03-15
texid 33149 João II, 13. Rei de Portugal, Carta dando Vasco Martins de Ferreira por administrador da Ermida e Casa de Santa Maria da Glória, pela guisa que o foi Fr. Gaspar que renunciou com o seu porteiro da dita ermida e casa, Lopo Fernandes, escrito/a 1482-11-20
texid 32674 João II, 13. Rei de Portugal, Carta de aposentação de Pedro Botelho, juiz da Alfândega de Lisboa, com toda sua honra, escrito/a 1482-06-14
texid 33139 João II, 13. Rei de Portugal, Carta de licença a Pedro de Queirós, fidalgo da casa régia, que ele possa forrar um seu escravo chamado Alé, escrito/a 1482-09-07
texid 26071 João II, 13. Rei de Portugal, Carta de licença e esmola para o Mosteiro de São Bernardino de Atouguia da Baleia [cortar lenha nas matas régias to temo de Óbidos e das vilas de Atougia e Lourinhã, escrito/a 1482-07-15
texid 29157 João II, 13. Rei de Portugal, Carta de mercê, escrita sendo príncipe, concedendo o direito do quinto de todas as coisas e presas, tomadas enquanto andarem de armada, às pessoas, incluindo marinheros e pescadores, que quisessem armar navios ou caravelas, escrito/a 1478-06-20
texid 32600 João II, 13. Rei de Portugal, Carta mandando que 'suficiente e avondoso' fosse que o procurador de D. Beatriz, duquesa de Viseu, fizesse, em nome dela e de D. Diogo, duque de Viseu e de Beja, o preito e menagem de todos seus lugares, castelos, vils e fortalezas, seus alcaides, suas gentes, criados e vassalos, por serem ela e o dito D. Diogo, de momento, desnaturados nas terçarias de Moura, não podendo, por conservação das pazes e das ditas terçarias, vir fazer o dito preito e menagem como se presentes fossem, escrito/a 1482-02-22
texid 26166 João II, 13. Rei de Portugal, Carta, sendo príncipe, dando Gonçalo Álvares, cavaleiro da sua casa, por alcaide-mor do lugar de Assumar, escrito/a 1480-04-13
Other associations with witnesses cnum 45249 MS: Afonso V, 12. Rei de Portugal, Carta confirmando D. Maria de Sousa, mulher de D. João Fernandes da Silveira, por herdeira de seu pai Diogo Lopes Lobo por ele não ter filho varão vivo, com as terras de Alvito, Vila Nova de Alvito e Ribeira de Anisa e dando mais as terras de Aguiar e Oriola, escrito/a 1470-09-11. Lisboa: Torre do Tombo (Chancelaria Régia), Chancelaria de D. João II, liv. 6
cnum 45244 MS: Afonso V, 12. Rei de Portugal, Carta confirmando a doação feita a D. Maria de Sousa, na morte de seu pai, Diogo Lopes Lobo, das vilas de Alvito e Vila Nova [da Baronia], com os moinhos e possessões e Mata da Ribeira da Anisa, termo de Alcácer, escrito/a 1471-05-08. Lisboa: Torre do Tombo (Chancelaria Régia), Chancelaria de D. João II, liv. 6
cnum 45248 MS: Afonso V, 12. Rei de Portugal, Carta dando D. Maria de Sousa, mulher de D. João da Silveira, por herdeira da Casa dos Lobos (Diogo Lopes Lobo, Rui Dias Lobo e Diogo Lopes Lobo, 1o, 2o e 3o Senhores de Alvito) sendo mortos os três filhos varões do dito 3o Senhor seu pai e ela a filha mais velha, com determinações sobre as rendas, direitos e jurisdições da Alvito, Vila Nova de Alvito e Ribeira da Anisa, escrito/a 1470-07-22. Lisboa: Torre do Tombo (Chancelaria Régia), Chancelaria de D. João II, liv. 6
cnum 46229 MS: Afonso V, 12. Rei de Portugal, Carta dando Nuno Gonçalves, escudeiro e criado régio, por vedor dos vassalos na vila de Leiria e seu termo, pela guisa que o era Diogo Botelho, já finado, escrito/a 1465-12-11. Lisboa: Torre do Tombo (Chancelaria Régia), Chancelaria de D. João II, liv. 6
cnum 44899 MS: Afonso V, 12. Rei de Portugal, Carta dando Pedro Godins, cavaleiro régio, por ouvidor na Casa da Suplicação, pela guisa que o foi Álvaro Mendes Godinho, porquanto tem outro ofício, escrito/a 1464-12-13. Lisboa: Torre do Tombo (Chancelaria Régia), Chancelaria de D. João II, liv. 6
cnum 45813 MS: Afonso V, 12. Rei de Portugal, Carta dando os privilégios de espingardeiro a Mossém Farache, judeu, servidor régio, morador em Estremoz e Mestre de fazer espingardas, assinada pelo príncipe D. João, escrito/a 1475-09-25. Lisboa: Torre do Tombo (Chancelaria Régia), Chancelaria de D. João II, liv. 6
cnum 44898 MS: Afonso V, 12. Rei de Portugal, Carta de mandado para Pedro Godins, desembargador da Casa da Suplicação [ter bestas para o levar no cumprimento do seu ofício, dinheiros para pousadas e mantimento, etc.], escrito/a 1471-01-03. Lisboa: Torre do Tombo (Chancelaria Régia), Chancelaria de D. João II, liv. 6
cnum 45243 MS: Afonso V, 12. Rei de Portugal, Carta de poder para D João da Silveira e a sua mulher D. Maria de Sousa [apregoarem em cada um ano a explotação de seus vários lugeres e terras], escrito/a 1471-05-08. Lisboa: Torre do Tombo (Chancelaria Régia), Chancelaria de D. João II, liv. 6
cnum 45247 MS: Afonso V, 12. Rei de Portugal, Carta determinando que todas as terras que teve D. João da Silveira por dote e casamento com D. Maria de Sousa, fossem feitas "da Baronia", com disposições pela guisa da Lei Mental e para que a sua mulher, D. Maria de Sousa, se chamasse baronesa falecendo ele antes dela, escrito/a 1475-04-27. Lisboa: Torre do Tombo (Chancelaria Régia), Chancelaria de D. João II, liv. 6
cnum 45245 MS: Afonso V, 12. Rei de Portugal, Carta renovando e confirmando, para D. Maria de Sousa, mulher de D. João da Silveira, o coutamento da sua Coutada chamada Monte do Coelho, com penas para qualquer que a ela for caçar, amontejar ou abalhestear ou que por ela andar, escrito/a 1481-07-20. Lisboa: Torre do Tombo (Chancelaria Régia), Chancelaria de D. João II, liv. 6
cnum 45250 MS: Afonso V, 12. Rei de Portugal, Prvilégios para 10 homens a lavrarem e morarem, sendo lavradores, criadores, moleiros, ou rendeiros, na Ribeira de Anisa de Diogo Lopes Lobo, fidalgo da casa régia [isentos de pagarem nos pedidos, peitas, e não sendo postos por besteiros do conto, etc.], escrito/a 1450-10-09. Lisboa: Torre do Tombo (Chancelaria Régia), Chancelaria de D. João II, liv. 6
Record Status Created 2018-02-17
Updated 2020-04-21