Philobiblon (sm)(tm)

Back to Search     Back to Results


Work ID number BITAGAP texid 18709
Authors João I, 10. Rei de Portugal
Titles Carta de doação a Nuno Vasques, seu escudeiro e filho de Vasco Martins da Lagiosa, da quinta de Maria Rodrigues Barreta no termo de Caria além de Lamego, da quinta de Afonso Martins da Alla na aldeia de Presandães, termo de Vila Real, e das herdades de Afonso Esteves da Jóia, confiscadas todas aos ditos se andarem em desserviço em Castela e se a outrem não fossem dadas a outros por suas cartas
Date / Place escrito/a Porto 1386-09-25
Text Type: Prosa
Associated Persons Destinatário/a: Nuno Vasques, escudeiro
Tabelião / Escrivão: Martim Gonçalves, tabelião (1387 ca.)
Refere: Vasco Martins da Lagiosa (Floruit 1386 ca.)
Refere: Maria Rodrigues Barreta (Floruit 1386 ca.)
Refere: Afonso Esteves da Jóia (Floruit 1386 ca.)
Refere: Afonso Martins da Alla (Floruit 1386 ca.)
References (most recent first) Referido em: Moreno (1987), “Exilados portugueses em Castela durante a crise dos finais do século XIV (1384-1388)”, Actas das II Jornadas Luso-Espanholas de História Medieval 1:73
Subject termo de Caria
Expropriação - Confisco [Cartas de]
Number of Witnesses 1
ID no. of Witness 1 cnum 35781
City, library, collection & call number Lisboa: Arquivo Nacional da Torre do Tombo, Chancelaria de D. João I, liv. 1 (BITAGAP manid 2109)
Copied 1401 - 1500
Location in witness f. 182v
Title(s) João I, 10. Rei de Portugal, Carta de doação a Nuno Vasques, seu escudeiro e filho de Vasco Martins da Lagiosa, da quinta de Maria Rodrigues Barreta no termo de Caria além de Lamego, da quinta de Afonso Martins da Alla na aldeia de Presandães, termo de Vila Real, e das herdades de Afonso Esteves da Jóia, confiscadas todas aos ditos se andarem em desserviço em Castela e se a outrem não fossem dadas a outros por suas cartas, escrito/a 1386-09-25
Incipit & Explicits texto: [ 182v] fazemos saber que nos querendo fazer graça e mercee a nuno uaasquez filho de vaasco martjnz da lagiosa … [ 182v] … nos lhe fazemos delles doaçam como dicto he o mais firmemente que seer pode.
References Dias et al. (2005), Chancelarias Portuguesas: D. João I. Vol. I, tomo 3, 1384-1388 165 , n. 1261
Record Status Created 2015-11-08
Updated 2021-06-15