Philobiblon (sm)(tm)

Back to Search     Back to Results


Work ID number BITAGAP texid 15816
Authors Duarte, 11. Rei de Portugal
Titles Privilégios dos ermitães de Montemuro (termo de Évora) [isentos 2 homens de velarem e roldarem, salvo para defesa da sua vila]
Date / Place escrito/a Évora 1435-12-24
Text Type: Prosa
Associated Persons Tabelião / Escrivão: João Esteves, tabelião (1430 ca. - 1434 a quo)
Subject Ermidas de MontemuroPrivilégios - Foros - Usos e Costumes
Number of Witnesses 2
ID no. of Witness 1 cnum 32148
City, library, collection & call number Lisboa: Arquivo Nacional da Torre do Tombo, Chancelaria D. Duarte, liv. 3 (BITAGAP manid 2126)
Copied 1433 - 1438
Location in witness f. 6r
Title(s) Duarte, 11. Rei de Portugal, Privilégios dos ermitães de Montemuro (termo de Évora) [isentos 2 homens de velarem e roldarem, salvo para defesa da sua vila], escrito/a 1435-12-24
Incipit & Explicits texto: [ 6r] sabede que nos querendo fazer graça e merçee por esmolla aos hermitãees da proue bida estam [sic] em montemuro … [ 6r] … foj fecta esta merçee tirade os apuraçam e poee outros em seu lugar que SeJam pera ello pertencentes bmde al nom façades.
References Gomes (2014), “D. Duarte e o clero regular português do seu tempo”, D. Duarte e a sua época: Arte, cultura, poder e espriritualidade 116
Monteiro (1999), Os Castelos Portugueses dos Finais da Idade Média: presença, perfil, conservação, vigilância e comando 203
Dias (1998-2002), Chancelarias Portuguesas: D. Duarte 3:47-48 , n. 59
ID no. of Witness 2 cnum 32147
City, library, collection & call number Lisboa: Arquivo Nacional da Torre do Tombo, Chancelaria D. Duarte, liv. 1 (BITAGAP manid 2002)
Copied Fernando Elberto, 1472
Location in witness ff. 103v-104r
Title(s) Duarte, 11. Rei de Portugal, Privilégios dos ermitães de Montemuro (termo de Évora) [isentos 2 homens de velarem e roldarem, salvo para defesa da sua vila], escrito/a 1435-12-24
Incipit & Explicits texto: [ 103v] sabede que nos querendo fazer graça e mercee por esmolla aos hirmjtaães da proue vjda que estam em montemuro … [ 103v-104r] … e lhe tiuerem encargo de lhe sua herdade e moynho aproueitar vmde al nom façades.
References Gomes (2014), “D. Duarte e o clero regular português do seu tempo”, D. Duarte e a sua época: Arte, cultura, poder e espriritualidade 116
Monteiro (1999), Os Castelos Portugueses dos Finais da Idade Média: presença, perfil, conservação, vigilância e comando 203
Dias (1998-2002), Chancelarias Portuguesas: D. Duarte 1:1:379-80 , n. 631
Record Status Created 2014-06-24
Updated 2014-07-31