Philobiblon (sm)(tm)

Back to Search     Back to Results


ID no. of Person BITAGAP bioid 1559
Name João Soares Somesso, trovador
Johan Soaires Somesso
João Soares de Valadares
Joan Soarez Somesso
Johan Soairez Somesso
Sex M
Milestones Floruit 1201 - 1250
Floruit 1223 - 1230 (Oliveira)
Floruit 1185 - 1245 (Souto Cabo (2011))
Floruit 1223 - 1257 (Souto Cabo (2012))
Associated Persons marido de: Constança Lourenço, mulher de João Soares Somesso (1303 ca.) (1303 ca.)
Affiliation trovador
Author of texid 4753 João Soares Somesso, “Agora me hei eu a partir [T/LP 78,1]”, escrito/a 1201 ? - 1225 ?
texid 4778 João Soares Somesso, “Ai eu coitado em que coita mortal [T/LP 78,2]”, escrito/a 1201 ? - 1225 ?
texid 4212 João Soares Somesso, “Bem o faria se nembrar [T/LP 78,3]”, escrito/a 1201 ? - 1225 ?
texid 4192 João Soares Somesso, “Com vossa coita minha senhor [T/LP 78,4]”, escrito/a 1201 ? - 1225 ?
texid 4194 João Soares Somesso, “Com vosso medo minha senhor [T/LP 78,5]”, escrito/a 1201 ? - 1225 ?
texid 5678 João Soares Somesso, “De quanto eu sempre desejei [T/LP 78,6]”, escrito/a 1201 ? - 1225 ?
texid 5682 João Soares Somesso, “Desejando eu vos minha senhor [T/LP 78,7]”, escrito/a 1201 ? - 1225 ?
texid 4441 João Soares Somesso, “Já foi sazão que eu cuidei [T/LP 78,8]”, escrito/a 1201 ? - 1225 ?
texid 4446 João Soares Somesso, “Já me eu senhor houve sazão [T/LP 78,9]”, escrito/a 1201 ? - 1225 ?
texid 5627 João Soares Somesso, “Muitas vezes em meu cuidar [T/LP 78,10]”, escrito/a 1201 ? - 1225 ?
texid 5634 João Soares Somesso, “Muito per-devo agradecer [T/LP 78,11]”, escrito/a 1201 ? - 1225 ?
texid 5640 João Soares Somesso, “Muitos dizem que perderão [T/LP 78,12]”, escrito/a 1201 ? - 1225 ?
texid 5440 João Soares Somesso, “Não me posso eu senhor salvar [T/LP 78,13]”, escrito/a 1201 ? - 1225 ?
texid 5461 João Soares Somesso, “Não tenho eu que coitados são [T/LP 78,14]”, escrito/a 1201 ? - 1225 ?
texid 5313 João Soares Somesso, “Ogano em Muimenta [T/LP 78,15]”, escrito/a 1230 ca.
texid 5377 João Soares Somesso, “Ora não posso eu já crer [T/LP 78,16]”, escrito/a 1201 ? - 1225 ?
texid 5164 João Soares Somesso, “Por com amor leixa viver [T/LP 78,17]”, escrito/a 1201 ? - 1225 ?
texid 5306 João Soares Somesso, “Punhei eu muito em me guardar [T/LP 78,18]”, escrito/a 1201 ? - 1225 ?
texid 4983 João Soares Somesso, “Quando eu estou sem minha senhor [T/LP 78,19]”, escrito/a 1201 ? - 1225 ?
texid 5064 João Soares Somesso, “Quem boa dona grão bem quer [T/LP 78,20]”, escrito/a 1201 ? - 1225 ?
texid 5096 João Soares Somesso, “Quero-vos eu ora rogar [T/LP 78,21]”, escrito/a 1201 ? - 1225 ?
texid 4491 João Soares Somesso, “Se Deus me leixe bem haver [T/LP 78,22]”, escrito/a 1201 ? - 1225 ?
texid 4501 João Soares Somesso, “Se eu a minha senhor ousasse [T/LP 78,23]”, escrito/a 1201 ? - 1225 ?
texid 4560 João Soares Somesso, “Senhor formosa fui buscar [T/LP 78,24]”, escrito/a 1201 ? - 1225 ?
texid 4313 João Soares Somesso, “Uma donzela quis eu mui grão bem [T/LP 78,25]”, escrito/a 1201 ? - 1225 ?
Subject texid 25291 João II, 13. Rei de Portugal, Carta dando João Vasques por tabelião do público e judicial e por escrivão da Almotaçarias em Castelo Mendo, pela guisa que o foi Gonçalo Eanes, já finado, escrito/a 1490-07-08
References (most recent first) Monteagudo (2014), A nobreza miñota e a lírica trobadoresca na Galicia da primeira metade do século XIII. A personalidade histórica do trobador Johan Soarez Somesso. Os trobadores Afonso Soarez Sarraça e Estevan Fayan
Monteagudo (2013), “A personalidade histórica do trobador Johan Soayrez Somesso”, Ao sabor do texto. Estudos dedicados a Ivo Castro 421-52
Miranda (2012), “Somesso, a Dona e a Donzela: A Segunda Geração de Trovadores Galego-Portugueses e a Linguagem do Amor”, Seminário Medieval 2009-2011
Souto Cabo et al. (2012), Os Cavaleiros que fizeram as cantigas. Aproximação às origens sociocultuais da lírica galego-portuguesa 140-62, 240
Wikimedia Foundation (2012-), Wikidata , n. Q732281
Souto Cabo (2011), “A emergência da lírica galego-portuguesa e os primeiros trovadores”, A Trabe de Ouro 87:382-83, 388
Brea et al. (1996), Lírica profana galego-portuguesa 1:509 , n. 78
Lanciani et al. (1993), Dicionário da Literatura Medieval Galega e Portuguesa 358-59
Oliveira (1992), “Depois do Espectáculo Trovadoresco. A estrutura dos cancioneiros peninsulares e as recolhas dos sécs. XIII e XIV”, 503-04
Tavani (1980-83), La poesia lirica galego-portoghese 2:1:8:34; 68 , n. a78; c78
Heur (1975), Recherches internes sur la lyrique amorureuse des troubadours galiciens-portugais (XIIe-XIVe siècles) 584 , n. 79
Kellermann (1963), “Drei Dichter der ältesten portugiesischen Lyrik”, Medium Aevum Romanicum. Festschrift für Hans Rheinfelder
Vasconcelos (1904), Cancioneiro da Ajuda. Edição crítica e comentada 2:297-307
Arbor Aldea (2009), “Voz e voces na lírica profana galego-portuguesa: de Airas Moniz a Don Afonso Sanchez”, La lirica romanza del Medioevo. Storia, tradizioni, interpretazioni
Subject Recursos electrónicos - Internet
Internet https://www.wikidata.org/wiki/Q732281 visto 2021-09-17
Record Status Created 1989-07-30
Updated 2021-09-17