Philobiblon (sm)(tm)

Back to Search     Back to Results


ID no. of Person BITAGAP bioid 1273
Name Luís da Silveira (D.), 1o Conde de Sortelha [1527-07-22]
Sex M
Title 1o Conde de Sortelha 1527-07-22
Guardador-mor
alcaide-mor Sortelha
alcaide-mor Alenquer
Milestones Nascimento 1481 ?
Óbito 1533 ?
Associated Persons cliente de: João III (D.) o Piedoso, 15. Rei de Portugal [1521 - 1557-06-11]
irmão de: Simão da Silveira (Nascimento 1500 antes de)
Author of texid 2268 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “A tais novidades vim [D 497]”
texid 2271 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Com uma pedra me tirastes [D 500]”
texid 18964 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “E neste desejo”
texid 2272 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Enquanto me a vida dura [D 501]”
texid 2124 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Este vosso moncosim [D 490 -01]”
texid 2515 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Eu cuidei que era passado [D 578 -04]”
texid 2098 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Eu fiquei tão magoado [D 473 -01]” (tr. João Rodrigues de Sá [de Meneses], alcaide-mor do Porto)
texid 3040 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Eu já dou-vos um conselho [D 618 -02]” (tr. Francisco de Viveiro), escrito/a 1510-08-08 antes de
texid 18953 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, História que trata dos amores de Naceo e Amperidónia, escrito/a 1516 ? - 1533 ?
texid 18966 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Lembranças por cujas sois”
texid 2277 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Mais erra quem vos quer bem [D 506]”
texid 18954 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Mensageira de meu bem”
texid 2270 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Mil contentamentos tristes [D 499]”
texid 2273 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Mil vezes tenho provado [D 502]”
texid 18956 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Morrera mais certo”
texid 2470 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Mui mau remédio vos vejo [D 574 -16]” (tr. Beatriz de Vilhena)
texid 18941 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Não hajais por desatino”
texid 18958 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Não quis estar à paixão”
texid 2406 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Nos olhos há mil mofinas [D 572 -08]”, escrito/a 1508 ca.
texid 2281 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Ó mal de novo presente [D 510]”
texid 3142 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “O vosso coração de ouro [D 625 -01]” (tr. Francisco de Portugal, 1o Conde do Vimioso)
texid 18959 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Oh, encubertos cuidados”
texid 2279 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Olhai bem que grande míngua [D 508]” (tr. João de Meneses [Cantanhede], capitão de Azamor…)
texid 3170 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Os mais dos descobridores [D 641 -04]” (tr. Pedro de Almeida)
texid 2275 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Para que é nada enfim [D 504]”
texid 3132 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Pareceram-nos tão mal [D 623 -01]” (tr. Jerónimo de Eça)
texid 2084 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Pensamento mui pojante [D 465 -02]” (tr. João Rodrigues de Sá [de Meneses], alcaide-mor do Porto)
texid 2278 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Pois se hoje dão bons anos [D 507]”
texid 2283 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Por coisas que já passaram [D 512]”
texid 18960 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Qual tem a culpa de nós”
texid 3035 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Quando andaste com o touro [D 617 -17]” (tr. Simão de Sousa), escrito/a 1510
texid 3036 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Quando vi o mensageiro [D 617 -18]” (tr. Simão de Sousa), escrito/a 1510
texid 18965 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Que janelas para ver”
texid 18957 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Que perder a vida”
texid 3137 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Queixa-se Luís Teixeira [D 623 -06]”
texid 18961 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Quis ver se por vos não ver”
texid 2564 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Se esta senhora nos veio [D 580 -23]” (tr. Margarida Freire)
texid 2122 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Se homem dos que mais ama [D 487 -02]” (tr. João Rodrigues de Sá [de Meneses], alcaide-mor do Porto)
texid 2274 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Se vos não há-de contentar [D 503]”
texid 2276 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Sempre achei para viver [D 505]”
texid 3169 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Senhor tendo já lançado [D 641 -03]” (tr. Pedro de Almeida)
texid 2269 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Senhora de me ganhar [D 498]”
texid 2266 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Senhora pois que folgais [D 495]”
texid 2282 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Sentido de quem não sente [D 511]” (tr. Joana de Mendoça)
texid 3141 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Tenho muito bons embargos [D 624 -02]” (tr. Francisco de Portugal, 1o Conde do Vimioso)
texid 2612 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Tomaria desta dor [D 584 -06]” (tr. Guiomar de Meneses)
texid 2267 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Tudo se pode perder [D 496]”
texid 2265 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, Vaidade das vaidades
texid 2284 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Vi-me em tamanha contenda [D 513 -01]” (tr. Nuno Manuel, alcaide da Guarda)
texid 2280 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Vivei bem-aventurados [D 509]”
texid 2113 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Vós com o senhor Dom Martinho [D 482 -01]”
texid 18963 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Vós sois donde vêm”
texid 2066 Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha, “Vós vireis cá de taleiga [D 461 -02]” (tr. João Rodrigues de Sá [de Meneses], alcaide-mor do Porto)
Other Associations with Works texid 3140 Francisco de Portugal, 1o Conde do Vimioso, “Senhores não seja só [D 624 -01]” (tr. Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha)
texid 1896 Francisco de Portugal, 1o Conde do Vimioso, “Sois ágil no português [D 269]”
texid 3061 Francisco de Viveiro, “Começo nos dois irmãos [D 618 -23]” (tr. Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha…), escrito/a 1510-08-08 antes de
texid 3082 Francisco de Viveiro, “Não vos devem enganar [D 619 -02]” (tr. Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha)
texid 1632 João de Meneses [Cantanhede], capitão de Azamor, “Com estes ventos de agora | perigoso […] [D 6]” (tr. Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha), escrito/a 1495 ? - 1514 ?
texid 2125 João Rodrigues de Sá [de Meneses], alcaide-mor do Porto, “A homem que cura assim [D 490 -02]” (tr. Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha)
texid 2118 João Rodrigues de Sá [de Meneses], alcaide-mor do Porto, “A mais discreta maneira [D 485]” (tr. Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha)
texid 2114 João Rodrigues de Sá [de Meneses], alcaide-mor do Porto, “Como moinho e meirinho [D 482 -02]” (tr. Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha)
texid 2082 João Rodrigues de Sá [de Meneses], alcaide-mor do Porto, “Debaixo de uma janela [D 464]” (tr. Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha)
texid 2083 João Rodrigues de Sá [de Meneses], alcaide-mor do Porto, “Desse vosso atalante [D 465 -01]” (tr. Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha)
texid 2121 João Rodrigues de Sá [de Meneses], alcaide-mor do Porto, “Eu regi-me pela fama [D 487 -01]” (tr. Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha)
texid 2065 João Rodrigues de Sá [de Meneses], alcaide-mor do Porto, “O que disse a mãe de Veiga [D 461 -01]”
texid 2099 João Rodrigues de Sá [de Meneses], alcaide-mor do Porto, “Quem está desesperado [D 473 -02]” (tr. Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha)
texid 3379 Manuel de Goios, capitão de São Jorge da Mina, “Senhora que me agraveis [D 820]” (tr. Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha)
texid 3167 Pedro de Almeida, “Não sou eu tão enganado [D 641 -01]” (tr. Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha)
texid 3168 Pedro de Almeida, “Se tiverdes uns amores [D 641 -02]” (tr. Luís da Silveira, 1o Conde de Sortelha)
texid 18942 Simão de Sousa, “A merce que me fizestes”
References (most recent first) Sánchez Tarrío (2021), “La inscripción latina del túmulo de Luís da Silveira: una auto-imagen sub specie alternitatis”, Documenta & Instrumenta passim
Silva (2019), 'O sesudo e o sandeu'. Estudo sobre a obra de Luís da Silveira, poeta do Cancioneiro Geral de Garcia de Resende passim
Moreira (2017), “Memória(s) do rei D. Pedro: episódios não incluídos na Crónica de Fernão Lopes”, Guarecer. Revista Eletrónica de Estudos Medievais 2:99
Neves (2008), Dicionário de Autores da Beira-Serra 262-65
Neves (2000), “O poeta goiense D. Luís da Silveira”, Arganília. 2a série
Ramos (2000), Ao longo desta ribeira. Colectânea poética, com notas biográficas e genealógicas de D. Luís da Silveira, senhor de Góis
Távora (Marquês de Abrantes e de Fontes) (1969), Um fidalgo português da Renascença: D. Luiz da Silveira, 1.o Conde da Sortelha 11
Lanciani et al. (1993), Dicionário da Literatura Medieval Galega e Portuguesa 428
Resende et al. (1990-2003), Cancioneiro Geral 6:648
Machado (1965-67), Bibliotheca lusitana historica, critica e cronologica 3:139-40
Zúquete (1960-61), Nobreza de Portugal 3:397-98
Neves (2009-03-09), Os grandes escritores de Góis
Record Status Created 1989-03-21
Updated 2021-06-05