Philobiblon (sm)(tm)

Back to Search     Back to Results


ID no. of Person BITAGAP bioid 1224
Name Fernão da Silveira o Moço, poeta
Sex M
Milestones Óbito 1489-12-08
Associated Persons filho de: João Fernandes da Silveira (Dr.), 1o barão de Alvito [1475-04-27 - 1484]
pai de: João da Silveira, trinchante
irmão de: Diogo Lobo da Silveira (D.), 2o barão de Alvito [1484]
escrivão da puridade de: João II (D.) o Príncipe Perfeito, 13. Rei de Portugal [1481 - 1495]
Affiliation poeta
Author of texid 2805 Fernão da Silveira, “Bem cuidou de dar no fito [D 598 -02]” (tr. Nuno Pereira, alcaide-mor da vila de Vidigueira), escrito/a 1481 antes de
texid 8835 Fernão da Silveira, Carta a D. João II, escrito/a 1489 antes de, ?
texid 2647 Fernão da Silveira, “Cavalheiros de Castilha [D 587 -05]” (tr. Guterre Coutinho, comendador de Sesimbra), escrito/a 1481-08-22 depois de
texid 2358 Fernão da Silveira, “Como enjeitam os senhores [D 567 -18]” (tr. Filipa de Vilhena)
texid 2638 Fernão da Silveira, “Dois gostos podeis levar [D 586 -02]”
texid 6254 Fernão da Silveira, “E a quem na per melhor cobra [D 567 -02]”
texid 1835 Fernão da Silveira, “Eu hei-de escrever mil cartas [D 220 -03]” (tr. Álvaro de Ataíde, Senhor de Castanheira [Monforte de Rio Livre])
texid 1836 Fernão da Silveira, “Eu ouvi dizer a Telho [D 220 -04]” (tr. Guterre Coutinho, comendador de Sesimbra)
texid 1834 Fernão da Silveira, “Eu te vi aquele dia [D 220 -02]” (tr. Rodrigo de Castro, Senhor de Valhelhas)
texid 1838 Fernão da Silveira, “Eu te vi tão arredado [D 220 -06]” (tr. Rodrigo de Lucena, físico-mor)
texid 2707 Fernão da Silveira, “Houve ledice sobeja [D 594 -01]”
texid 1829 Fernão da Silveira, “Manda-me que a não queira [D 217 -01]” (tr. Fernão da Silveira, coudel-mor)
texid 6244 Fernão da Silveira, “Para os desesperados [D 219]”
texid 2713 Fernão da Silveira, “Que sejamos norte e sul [D 594 -07]”
texid 1827 Fernão da Silveira, “Quem já perdeu o folgar [D 216 -01]”, escrito/a 1481-09 depois de
texid 1837 Fernão da Silveira, “Quem te viu como te hei visto [D 220 -05]” (tr. Pedro da Silva, alcaide-mor do castelo de Ourém)
texid 1832 Fernão da Silveira, “Se fôsseis arrependida [D 218 -02]” (tr. Filipa de Vilhena)
texid 2646 Fernão da Silveira, “Segundo a tenção minha [D 587 -04]” (tr. Guterre Coutinho, comendador de Sesimbra), escrito/a 1481-08-22 depois de
texid 2350 Fernão da Silveira, “Trove quem souber trovar [D 567 -01]” (tr. Filipa de Vilhena)
Other Associations with Works texid 1830 Fernão da Silveira, coudel-mor, “Em caso tão perigoso [D 217 -02]” (tr. Fernão da Silveira)
texid 9581 João II, 13. Rei de Portugal, Sentença contra Fernão da Silveira (tr. Fernão da Silveira), escrito/a 1485-06-10
texid 2841 Nuno Pereira, alcaide-mor da vila de Vidigueira, “Eu tenho gentil feição [D 598 -37]” (tr. Fernão da Silveira), escrito/a 1481 antes de
texid 1833 Rodrigo de Castro, Senhor de Valhelhas… “Ainda me agora abalo [D 220 -01]”
References (most recent first) Morán Cabanas (2015), “Riso e traje: uma combinação recorrente no Cancioneiro Geral”, O Riso. Teorizações - Leituras - Realizações
Wikimedia Foundation (2012-), Wikidata , n. Q23771005
Morato (1837), “Memória sobre os escrivães da puridade dos reis de Portugal, e do que a este officio pertense”, Memórias do Academia R. das Sciencias de Lisboa 12:1:190
Schaffer (2002), “In the Aftermath of the Conspiracies Against D. João II. (I). The sentenças: Execution, Exile, and Erasure”, Santa Barbara Portuguese Studies 6:149-50, 152, 158-59, 162-65, 167, 174, 177
Lanciani et al. (1993), Dicionário da Literatura Medieval Galega e Portuguesa 270-71
Resende et al. (1990-2003), Cancioneiro Geral 6:645-46
Dias (1966), O Cancioneiro Português do Museu Condé de Chantilly 90-91
Subject Recursos electrónicos - Internet
Internet https://www.wikidata.org/wiki/Q23771005 visto 2021-07-31
https://pt.wikipedia.org/wiki/Fern%C3%A3o_da_Silveira,_o_Mo%C3%A7o visto 2021-07-31
Record Status Created 1989-03-12
Updated 2021-07-31