Philobiblon (sm)(tm)

Back to Search     Back to Results


Work ID number BITAGAP texid 1221
Authors Desconhecido
Titles Crónica Geral de Espanha de 1344 de Pedro Afonso, Conde de Barcelos [Segunda Redacção]
Crónica Geral de 1344
Segunda Crónica Geral de Espanha
Incipit & Explicits texto: Os mui nobres varões e de grande entendimento
Date / Place escrito/a 1400 (Esteves (1998))
escrito/a 1400 ca. (Rei (2001))
Text Type: Prosa
Associated Texts Fonte de texid 11384 Desconhecido… Crónica Breve de Santa Cruz [III], escrito/a 1400 ca.
texid 11384 Desconhecido… Crónica Breve de Santa Cruz [III], escrito/a 1400 ca.
Fonte de texid 15007 Desconhecido… Crónica Geral de Espanha de 1344 de Pedro Afonso, Conde de Barcelos [Versão condestabriana], escrito/a 1459 a quo - 1464
texid 15007 Desconhecido… Crónica Geral de Espanha de 1344 de Pedro Afonso, Conde de Barcelos [Versão condestabriana], escrito/a 1459 a quo - 1464
Fonte de texid 15006 Desconhecido… Crónica Geral de Espanha de 1344 de Pedro Afonso, Conde de Barcelos [Versão duarteana], escrito/a 1420 antes de [?]
texid 15006 Desconhecido… Crónica Geral de Espanha de 1344 de Pedro Afonso, Conde de Barcelos [Versão duarteana], escrito/a 1420 antes de [?]
cnum 29392 MS: Desconhecido, Crónica Geral de Espanha de 1344 de Pedro Afonso, Conde de Barcelos [Segunda Redacção], escrito/a 1400. Desconhecido - Perdido?, 1672 ad quem
cnum 1809 MS: Desconhecido… Crónica Geral de Espanha de 1344 de Pedro Afonso, Conde de Barcelos [Versão duarteana], escrito/a 1420 antes de [?]. Lisboa: Academia das Ciências, Azul 1, 1401 - 1420
Derivado de texid 9644 Pedro Afonso, 3o Conde de Barcelos, Crónica Geral de Espanha de 1344 [Primeira Redacção], escrito/a 1344-01-21 ca.
texid 9644 Pedro Afonso, 3o Conde de Barcelos, Crónica Geral de Espanha de 1344 [Primeira Redacção], escrito/a 1344-01-21 ca.
References (most recent first) Oliveira (2021), “Das memórias de Paio Peres Correia à Crónica do Mestre: os testemunhos portugueses”, Memoria y fuentes de la guerra santa peninsular (siglos X-XV) 347-49, 352-56
Bautista (2020), “De nuevo sobre el Libro de las generaciones y linajes de los reyes (o Liber regum): recuperación de la versión toledana de hacia 1219”, e-Spania 12-13
Correia (2020), “Inovações expressivas no cancioneiro de amigo do trovador Joam Soares Coelho”, Lírica galego-portuguesa. Lingua, sociolingüística e pragmática 69 e segs.
Dias (2020), “Corpos narrativos. Identidade e memória codificada na carne”, Escritura somática. La materialidad de la escritura en las literaturas ibéricas de la Edad Media a la temprana modernidad 85-87, 92
Gonçalves (2020), “De diis gentium: o tratamento da mitologia grega na literatura portuguesa entre a Idade Média e o Renascimento”, Nuntius Antiquus 75-77
Gutiérrez García et al. (2020), “Geoffrey of Monmouth in Portugal and Galicia”, Companion to Geoffrey of Monmouth
Haessler (2020), “Never-ending Stories: Living Texts on Dinis I of Portugal and Isabel of Aragon”,
Karlan (2020), “Falling into Shame: The Cultural History of an Emotion in Pre-Modern Iberia”, 61, 67, 112
Miranda (2020), “Judeus e motivos de origem hebraica no Livro das Cantigas de Dom Pedro, Conde de Barcelos”, e-Spania
Moreira (2020), “Morte, espetáculo e encenação de poderes em relatos de execuções 'políticas'. Fontes e modelos comparativos”, La muerte de los príncipes en la Edad Media. Balance y perspectivas historiográficas 38-42
Seixas (2020), “Motivos jacobeos na emblemática quatrocentista da Casa de Avis”, Ad Limina 169
Tibúrcio (2020), “A Crónica Geral de Espanha de 1344 entre os séculos XIV e XV: A génese de um scriptorium de corte?”, Juvenes - The Middle Ages seen by young researchers
Azevedo (2019), “A morte do Rei, a morte do reino: luto e poder na Península Ibérica Medieval”, Roda da Fortuna 211-14
Craddock (2019), “Alfonso el Lunático”, Romance Philology 73:456, n. 5
Dias (2019), “A(s) Carta(s) de Florinda, 'La Cava': um diálogo entre historiografia e epistolografia”, Vozes e Letras. Polifonia e subjectividade na literatura portuguesa antiga 75-91
Dias (2019), “Linhagens imaginadas e relatos fundacionais desafortunados”, Avatares y perspectivas del medievalismo ibérico 1:184-85, 191, 198-99
Ferreira (2019), Pedro de Barcelos e a Escrita da História
Gomes (2019), “Tradução e polifonia na literatura medieval: o caso da Crónica do Mouro Rasis”, Vozes e Letras. Polifonia e subjectividade na literatura portuguesa antiga passim
Rei (2019), “O discurso laudatório sobre a Hispânia. Breve périplo diacrónico”, Roda da Fortuna 33-34
Silva et al. (2019), “As tercenas régias de Lisboa: D. Dinis a D. Fernando”, O Mar como Futuro de Portugal (c. 1223 - c. 1448). A propósito da contratação de Manuel Pessanha como Almirante por D. Dinis 265
Simões (2019), “Ler uma narrativa medieval com outros óculos: exercícios exploratórios de análise de texto em torno do manuscito L da Crónica de 1344”, CIDEHUS' e-Working papers
Simões (2019), “'As representações do saber. Uma visão dos letrados nas crónicas portuguesas tardomedievais'. Preâmbulo a um projeto”, Incipit 7. Workshop de Estudos Medievais da Universidade do Porto, 2018 73-75
Barros (2018), “A importância das tradições discursivas para a análise da evolução de conectores no português medieval”, A Linguística em Diálogo. Volume Comemorativo dos 40 Anos do Centro de Linguística da Universidade do Porto 128, 131-32
Fernández Ordóñez (2018), “Actores y autores de la historia al margen de la corte regia en la Edad Media ibérica (1200-1460)”, Medieval Studies in Honour of Peter Linehan
Ferreira et al. (2018), “Conteúdos, propósitos, programação e realizações do projecto MELE: Da memória escrita à leitura do espaço – Pedro de Barcelos e a Identidade Cultural do Norte de Portugal (POCI-01-0145-FEDER-032673)”, Guarecer. Revista Electrónica de Estudos Medievais
Fuentes Ampuero (2018), “An Empire of Two Religions: Muslims as Allies, Enemies, and Subjects in the Literature of the Iberian Christian Kingdoms”, 30, 118 (n. 68), 121-22, 149, 155-60, 162-63
Lapiedra (2018), “La escalada a las murallas como método de conquista entre la historia y la leyenda. De Damasco a Alhama de Granada”, Mirabilia/MedTrans 8:2:41
Leite (2018), “Mutações do Império: sobre as facetas de Troia na obra e legado de Pedro de Barcelos”, Guarecer. Revista Electrónica de Estudos Medievais passim
Lopes (2018), “The Importance of the Periphery: How the ocean was perceived during late medieval Christianity in the Iberian Southwest”, Fronteiras: Journal of Social, Technological and Environmental Science 171
Miranda (2018), “Maria Ximenez, Pedro de Barcelos e um cantar de escárnio de Estevam da Guarda”, Guarecer. Revista Electrónica de Estudos Medievais 59, 62
Moreira (2018), “Representações da Pérsia na Idade Média portuguesa e peninsular”, Portugal no Golfo Pérsico: 500 anos 23-26
Oliveira (2018), “Uma história às avessas: a historiografia do Templo em Portugal”, Entre Deus e o Rei. O mundo das Ordens Militares 2:671-72
Rinaldi (2018), “O mágico e o demoníaco. Figurações, práticas e efeitos na escrita literária portuguesa dos séculos XIII-XIV”, 10 e passim
Simões (2018), “As representações do saber. Uma visão dos letrados nas crónicas portuguesas tardomedievais”, 14-17 e passim
Gomes (2017), “From Ahmad ibn Muhamaad ibn Mu-sa al-Ra-zi to Mouro Rasis: Translation and Cultural Dialogue in Medieval Iberia”, Philological Encounters 2:1-2:52-75
Lang (2017), “Von bezeichneten Körpern und beschrifteten Schuhen - 'Körperschrift' und Narration in iberischen Literaturen des 14. und 15. Jahrhunderts”, Graffiti: Deutschsprachige Auf- und Inschriften in sprach- und literaturweissenschaftlicher Perspektive 78, 80, 87-88, 93
Matos (2017), “No centenário de um projecto de investigação desenvolvido (em 1919) por Carolina Michaelis de Vasconcelos e centrado no cronista islâmico, Al-Raz”, Revista Portuguesa de História do Livro 20:175-205
Valdaliso-Casanova (2017), “Ipsa domina agnes. On the historical basis of the myth of Inês de Castro”, Proslogion 3:1:passim
Dias (2016-10-25), “Tráfico de modelos narrativos entre a Crónica de Castela e a Crónica de 1344: evidências, possibilidades e questões”, e-Spania
Laranjinha (2016-10-25), “Destinos régios: da Crónica de 1344 às Buenas Andanças e Fortunas de Lope García de Salazar”, e-Spania
Moreira (2016-10-25), “A Crónica Geral de Espanha de 1344 e a literatura historiográfica sobre Afonso XI”, e-Spania
Dias (2016), “The Redactor of the Second Version of the Chronicle of 1344: Initial Traits for the Drawing up of a ‘Facial Composite'”, Portuguese Studies 32:7-22
Ramos (2016), “Nova ou velha História? Revisitação da historiografia sobre a tomada de Ceuta: Esboço de uma viragem motodológica”, Roda da Fortuna 5:212-14
Gomes (2016), “O Rei na Escritura. As Múltiplas Faces de Afonso VI (Séculos XI e XII)”, 2, 106, 358
Sousa (2016), “Uma representação nobiliárquica do mundo urbano no Portugal do Século XIV”, Conflicto político: lucha y cooperación. Ciudad y nobleza en Portugal y Castilla en la Baja Edad Media passim
Moreira et al. (2015), “A Crónica de 1344 para além de Pedro de Barcelos: perspectivas recentes e novidades”, eHumanista 29
Alpalhão (2015), “Reconfigurações medievais e modernas do mito de Atlântida”, Revisitar o Mito
Barton (2015), Conquerors, Brides, and Concubines: Interfaith Relations and Social Power in Medieval Iberia 138-40
Maria do Rosário Ferreira et al. (2015), De Afonso X a Afonso XI. Edição e estudo do texto castelhano dos reinados finais da 2a redacção da Crónica de 1344
Blackmore (2015), “Singing the Scene of History in Fernão Lopes”, In and Of the Mediterranean: Medieval and Early Modern Iberian Studies 145
Costa et al. (2015), “Ainda suspira a última flor de Lácio?”, Caplletra 36-40
Dias (2015), ““Não se governam, nem se deixam governar”: Perenidade da expressão da relação dos Portugueses com os seus líderes (auto e hetero-imagem, no período medieval e na atualidade)”, Limite. Revista de Estudios Portugueses y de la Lusofonía 9:386 e passim
Fonseca et al. (2015), “Historiography and Portuguese Identity: How in Medieval Portugal the kingdom is seen through the eyes of the Iberian Peninsula”, Catalonia and Portugal: The Iberian Peninsula from the Periphery 281-84, 286
Miranda et al. (2015), “O projeto de escrita de Pedro de Barcelos”, População e Sociedade 23:25-43
Villacorta Macho (2015), Libro de las buenas andanças e fortunas que fizo Lope García de Salazar xl
Dimas et al. (2015), Redenção e Escatologia. Estudos de Filosofia, Religião, Literatura e Arte na Cultura Portuguesa. Vol. I 1:2:108-26
Ferreira (2015), “A lenda dos Sete Infantes e a historiografia: ancestralidade e tradição”, Estudios de literatura medieval en la Península Ibérica 37-64
Oliveira (2015), A Cruzada e o Ultramar: dos trovadores ao conde de Barcelos 367
Rossi Vairo (2015), “Il protagonismo d'Isabel d'Aragona, regina del Portogallo, nella guerra civile alla luce delle fontí portoghesi, aragonesi e dei Regesta Vaticana (1321-1322”, Reginae Iberiae. El poder regio femenino en los reinos medievales peninsulares
Zierer (2015), “O rei Artur e sua apropriação na longa duração, do rei Afonso III, de Portugal, a D. Sebastião, o Desejado”, Revista Graphos 17:2:82-83
Elde (2014), “Studying word order differences in a historical parallel corpus: An example from Old Spanish and Old Portuguese”, Oslo Studies in Language 6:187-97
Mocelim (2014), “Um olhar para o fazer histórico da baixa Idade Média a partir da Crônica Geral de Espanha de 1344”, História, Política e Poder na Idade Média. I Seminário Internacional de História Medieval. III Encontro da ABREM Centro-Oeste. Anais 14-29
Moreira (2014), “Enquadramento da Produção Literária [Capítulo 21]”, Entre Portugal e a Galiza (Sécs. XI a XVII). Um olhar peninsular sobre uma região histórica passim
Sottomayor-Pizarro (2014), “Símbolos Heráldicos - Da Cruz às Quinas e Castelos [Capítulo 16.2]”, Entre Portugal e a Galiza (Sécs. XI a XVII). Um olhar peninsular sobre uma região histórica 307
Moreira (2014), ¿Cómo trabajaban los cronistas portugueses? Los relatos de la guerra civil de 1319-1324 37:passim
Sánchez Tarrío (2014), “Del antigoticismo en la Península Ibérica: los godos en la cultura portuguesa”, Wisigothica after M.C. Díaz y Díaz 675
Tibúrcio (2013), “As iluminuras da Crónica Geral de Espanha de 1344: introdução a um estudo formalista integral”, Cadernos de História da Arte 1:17-31
Guimarães (2013), "Por São Jorge! Por São Tiago!": batalhas e narrativas ibéricas medievais
Miranda (2013), “Astros de Fogo, Serpentes e Dragões nos Céus da Hispânia”, Da Letra ao Imaginário. Homenagem à Professora Irene Freire Nunes 35-37
Mocelim (2013), “O conde Pedro Afonso de Barcelos e a relação da Crónica Geral de Espanha”, Atas do X Encontro Internacional de Estudos Medievais - Diálogos ibero-americanos [ABREM. Brasília, 2013] 197-205
Mocelim (2013), “‘Segundo conta a estoria…' A Crônica Geral de Espanha de 1344 como um retrato modelar da sociedade hispânica tardo medieval”,
Valdaliso-Casanova (2013), “O território português nos inícios do século XIV. Espaço e narrativa nos relatos do reinado de D. Dinis”, Revista de História da Sociedade e da Cultura 13:89-102
Ferreira (2012-06), “As traduções de castelhano para galego-português e as políticas da língua nos séculos XIII-XIV”, e-Spania 13
Dias (2012), “A cronística afonsina modelada em português: um caso de recepção activa”, Santa Barbara Portuguese Studies 11:42-68
Ferreira (2012), “Urraca of León-Castile and Teresa of Portugal: The Iberian Paradigm of Feminine Power Revisited by Thirteenth and fourteenth Century Historiography”, Seminário Medieval 2009-2011 247-48
Dias (2012), “Falar de terceiros: os reinos de Navarra e Aragão vistos por crónicas de Castela e Portugal (sécs. XIII-XIV)”, Literatures ibèriques medievals comparades - Literaturas ibéricas medievales comparadas 175-87
Ventura et al. (2012), “Representações dos modelos clássicos militares no rei medieval português”, História 31/1:[5]
Fernandes (2011), “O poder do relato na Idade Média portuguesa: a Batalha do Salado de 1340”, Revista Mosaico 4:75-91
Rei (2011), “A Laude Spaniae de Isidoro de Sevilha na Cronística Medieval Peninsular (séculos VIII-XIV)”, Mirabilia Journal 13:321m 332-33m 336m 338-43
Almeida (2011), “A figura do herói antigo nas crônicas medievais da Peninsula Ibérica (séculos XIII e XIV)”,
Carpani (2011), “Comentário linguístico sobre a Crónica Geral de Espanha de 1344”, Língua, Literatura e Ensino 6:159-68
Moraes (2011), “A Imagem Guerreira de Fernando III, O Santo (C. 1198-1252)”, Anais do VIII Encontro Internacional de Estudos Medievais 2:225-33
Lima (2011), “O Conde, o Linhagista e o Cronista: uma proposta de reconstituição do passado ibérico nas obras de Pedro de Barcelos (1285-1354)”, Anais Eletrônicos do IX Encontro Internacional de Estudos Medievais 125-33
Ward (2011), History and chronicles in late medieval Iberia: Representations of Wamba in late medieval narrative histories
Silva (2011), “As metamorfoses de um guerreiro: Afonso Henriques na cronística medieval”,
Bautista (2010), “El pasado y el texto: los estudios historiográficos y épicos de Diego Catalán”, Homenaxe a Diego Catalán 182, 188-96
Ferreira (2010), “Historiografia Medieval em Portugal: Velhos Textos, Novos Caminhos - Balanço em Forma de Introdução”, O Contexto Hispânico […] Em mémoria de Diego Catalán 11 e passim
Fernández-Ordóñez (2010), “Diego Catalán y la Historiografía Medieval Hispánica”, O Contexto Hispânico…] Em memória de Diego Catalán 24 et passim
Ferreira (2010), “D. Pedro de Barcelos e a Representação do Passado Ibérico”, O Contexto Hispânico […] Em memória de Diego Catalán 81 et passim
Moreira (2010), “Circulação de textos e recriação ideológica: o Liber Regum entre a Navarra e o Ocidente da Península”, In Marsupiis peregrinorum […] 430 et passim
Moreira (2010), “A Historiografia Régia Portuguesa anterior ao Conde de Barcelos”, O Contexto Hispânico […] Em memória de Diego Catalán 47, 49
França (2010), A representação do passado e a moral no século XV em Portugal
Dias (2010), “Crónica Geral de Espanha de 1344 -- segunda redacção (General Chronicle of Spain of 1344 -- second redaction)”, The Encyclopedia of the Medieval Chronicle 1:339-40
Gómez Redondo (2010), “Building a literary model: Prose at the court of Alfonso X (1252-84)”, A Comparative History of Literatures in the Iberian Peninsula 593-94
Barros (2010), “A justiça nas crônicas medievais ibéricas: dois modelos em confronto”, Revista Jurídica Cesumar - Mestrado 10:2:449-55
Machado et al. (2010), “Revendo o cânone hegemônico da história das teorias de tradução: o pioneirismo de D. Duarte, rei de Portugal”, Cadernos de Tradução 1:25:11, 14-16
Diéguez González (2010), Contextos de indicativo e conjuntivo na Crónica Geral de Espanha de 1344
Effgen (2010), “A imagem do monarca D. Dinis: uma análise comparada entre a Crônica geral de Espanha de 1344 e a Crônica de Portugal de 1419”, O Portugal medieval: monarquia e sociedade 91-99
Rei (2010), “A tradução do Livro de Rasis e a memória da Casa Senhorial dos Aboim-Portel”, Cahiers d'Études Hispaniques Médiévales 33:155-72
Dias (2009-12), “A equivocatio na narrativa historiográfica ibérica dos sécs. XIII e XIV”, e-Spania [En ligne]
Dias (2009-12), “A equivocatio na narrativa historiográfica ibérica dos sécs. XIII e XIV”, e-Spania [En ligne]
Mattoso (2009), “O imaginário marítimo medieval”, Naquele Tempo. Ensaios de História Medieval 234
Mattoso (2009), “Sobre as fontes do conde de Barcelos”, Naquele Tempo. Ensaios de História Medieval 259-65
Dias (2009), “Teoria e prática discursiva: estratégias de preservação da memória em textos historiográficos ibéricos (séc. XIII-XIV)”, Limite. Revisita de Estudios Portugueses y de la Lusofonía 3:113-28
Gianez (2009), “Fernão Lopes (c. 1380/90-1459): Crônica e História em Portugal (Séc. XIV e XV). Versão Preliminar”, 73-93
Moreira (2009), “A Primeira Redacção da Crónica Geral de Espanha de 1344, fonte da Crónica de 1419?”, Seminário Medieval 2007-2008
Rei (2009), “Apresentação da dissertação: O Louvor da Hispânia na Cultura Letrada Medieval Peninsular. Das suas origen discursivas ao Apartado Geográfico da Crónica de 1344”, Medievalista online
Mattoso (2009), “A primeira Crónica Portuguesa”, Medievalista online
Ratcliffe (2009), “Ambición y maternidad: la leyenda de la Condesa Traidora”, Medievalismo en Extremadura. Estudios sobre Literatura y Cultura Hispánicas de la Edad Media CD-ROM:342-43
Rosa (2009), “Por detrás de Santiago e além das feridas bélicas. Mitologias perdidas da função guerreira”, A Guerra e a Sociedade na Idade Média. Actas das VI Jornadas Luso-Espanholas de Estudos Medievais 2
Ward (2009), “Past, present and future in the Latin and Romance historiography of the medieval Christian kingdoms of Spain”, Journal of Medieval Iberian Studies 1:147-82
Lopes (2009), Um herói demasiado humano -o retrato de Afonso Henriques nos primeiros textos medievais
Peixeiro (2009), “Imagem e Tempo: Representações do Poder na Crónica Geral de Espanha”, Revista de Historia da Arte. Imagem, memória e poder. Visualidade e Representação (sec. XII-XV) 7:152-77
Telles (2008), “O Itinerarium Egeriae e a Crónica Geral de Espanha de 1344: Uma metodologia no estudo diacr^nico de Fenômenos lingüísticos na România”, Metodologias 1
Dias (2008), “Gathering, Ranking and Denegating Sources in Thirteenth- and Fourteenth-Century Iberian Chronicles”, The Medieval Chronicle 5:48, 50, 54-55 , n. notas 13 e 17
Rei (2008), Memória de Espaços e Espaços de Memória. De al-Razi a D. Pedro de Barcelos
Torre (2007-09-25), A Consciência literária na ‘Crónica Geral de Espanha de 1344'
Coser (2007), “A dinastia de Avis e a construção da memória do reino português: uma análise das crônicas oficiais”, Cadernos de Ciências Humanas - Especiaria passim
França (2007), “A história portuguesa medieval: preservação, ordenação e esquecimento”, Varia Historia 23:38:493
Rei (2007), “O Louvor da Hispânia na Cultura Letrada Peninsular Medieval. Das suas origens discursivas ao Apartado Geográfico da Crónica de 1344”,
Dias (2007), “Cronística afonsina modelada em português: um caso de recepção activa”, Hispania: Revista Española de Historia 67:899-928
Gomes (2006), “As Condessas Traidoras e a Terra de Espanha”,
Beceiro Pita (2006), “La recepción de la cultura aristocrática castellana en el Portugal de los Avis”, Estudos em homenagem ao Professor Doutor José Marques 2:225-27
Fernandes (2006), “Estratégias de Legitimação Linhagística em Portugal nos Séculos XIV e XV”, Revista da Faculdade de Letras. História III Série 7:273, 277
Telles et al. (2006), “A Crónica de Espanha: aspectos discursivos e ordenação dos constituintes”, Estudos Lingüísticos e Literários 33-34:127-55
Michelan (2006), O lugar do passado nas compilações da história do primeiro monarca português
Catalán et al. (2005), "Rodericus" Romanzado en los reinos de Aragón Castilla y Navarra
Silva (2005), “A Matéria de Bretanha e a historiografia medieval: da Historia Regum Britanniae às primeiras crônicas peninsulares em língua romance”, Sínteses. Revista dos Cursos de Pós-Graduação 10:578 e passim
Moniz (2005), “Texto líricos e cronísticos de Lisboa medieval - a realidade e o mito”, A Nova Lisboa Medieval. Actas do I Encontro 93
Costa (2004), “Amor e Crime, Castigo e Redenção na Glória da Cruzada da Reconquista: Afonso VIII de Castela nas batalhas de Alarcos (1195) e Las Navas de Tolosa (1212)”, Guerras e Imigrações 73-94
Michelan (2004), “Três histórias de Afonso Henriques: compilação, reprodução e reconstrução de uma trajetória e de uma imagem”,
Rio Riande (2004), ‘Os privados que del-rey an': el Topos del mal consejero, del sirventés al Livro de Linhagens do Conde Dom Pedro y viceversa
Dias (2003), “La réception et l'utilisation de l'excès épique par l'historiographie ibérique des XIIIe et XIVe siècles”, L'épopée romane. Actes du XVe Congrès international Rencesvals 2:803-12
Barroca (2003), “Tempos de resistência e de inovação: a arquitectura militar portuguesa no reinado de D. Manuel I (1495-1521)”, Portugalia. Nova série 24:98
Torre (2003), “A Consciência literária da Crónica Geral de Espanha de 1344: Uma tradição historiográfica, um modelo literário”,
Rei (2002), “Memória de Espaços e Espaços de Memória. De al Razi a D. Pedro de Barcelos”,
Dias (2001), Os impossíveis grilhões do futuro
Fernandes (2001), “Diálogos entre cultura e poder na obra de Pedro Afonso, Conde de Barcelos”, Atas da IV Semana de Estudos Medievais 41-44
Rei (2001), “Manuscrito inédito atribuído à Crónica do Mouro Rasis, em Portugal - o ms. LV do Museu Nacional de Arqueologia, Lisboa”, O Arqueólogo Português. Série IV 19:235-46
Catalán (2000), La Épica Española. Nueva documentación y nueva evaluación
Dias (2000), “Dialogue et confrontation idéologique dans la ‘Crónica Geral de Espanha de 1344'”, La guerre au Moyen Âge. Réalité et fiction. 47-54
Dias (2000), “Ares, Marte, Odin…”, Teoriía y práctica de la historiografía medieval 80-98
Gameiro et al. (2000), A construção das memórias nobiliárquicas medievais. O passado da linhagem dos senhores de Sousa 135, 139-40. 175 e passim
Krus (2000-01), “Historiografia. I. Época Medieval”, Dicionário de História Religiosa de Portugal 4:519-20
Ward (2000), “El Arreglo toledano de la Crónica de 1344: Antiguas tradiciones y nuevos usos”, Teoría y práctica de la historiografía hispánica medieval 59-79
Bomfim (2000), “Que tratamento dar ao Rei?”, Veredas 3 (Tomo II):636, 638, 642, 644
Lathrop (1999), “Mais sobre a origem portuguesa da Crónica General de España de 1344”, Ecos de uma Viagem: Em honra de Eduardo Mayone Dias 19-20:17-25
Dias (1999), “On Royal Infallibility”, Portuguese Studies 15:42-51
Gurruchaga Sánchez (1998), “Un ejemplo de la transmisión literaria intraestamental: el sermón sobre el yugo y las coyundas de la divisa de Fernando de Aragón y el sermón iugum meum suavis est de Íñigo López de Mendoza (ms. 318 Bib. Menéndez y Pelayo) y las escrituras castellanas usuales desorganizadas”, Signos 5:73-97
Lima (1998), Armas de Portugal: origem, evolução significado 4, 7-8, 27-28, 30, 32, 34, 52-53, 117 (nota 42), 136 (nota 54)
Ribeiro (1998), “Diferenças sintáticas entre o galego e o português dos séculos XIII e XIV”, Atas do Simpósio sobre Língua e Imigraçaõ Galegas na América Latina
Amado (1997), “Os sete Infantes”, História e Antologia da Literatura Portuguesa. Séculos XIII-XIV 26-27
Catalán (1997), De la silva textual al taller historiográfico alfonsí. Códices, crónicas, versiones y cuadernos de trabajo 25-28, 67, 72, 102, 105, 110 (n. 269), 111 (nn. 275, 276, 277), 113, 133, 134, 139 (n. 355), 166-72, 174-79, 181, 206, 212, 227, 229-40, 272, 287, 293, 326, 331 , n. + pp. 339-40, 389-93, 424-25, 464
Magalhães (1997), História e Antologia da Literatura Portuguesa. Séculos XIII-XIV 56-70
Pereira (1997), “A conquista de Santarém na tradição historiográfica portuguesa”, 2o Congresso Histórico de Guimarães. Actas 5:297-323
Rosa (1997), “As feridas do chefe guerreiro, as chagas de Cristo e a quebra dos escudos: caminhos da mitificação de Afonso Henrique na Baixa Idade Média”, Actas do 2o Congresso Histórico de Guimarães passim
Ventura (1996), “Notas sobre a memória do Rei Ramiro e algumas reflexões sobre uma cláusula dos votos de Santiago”, Clio 1:17-20
Figueiredo (1995), “O Maravilhoso na Crónica Geral de Espanha de 1344: tipologia e implicações narratológicas”,
Fournier (1995), “A Primeira Parte da Crónica Geral de Espanha de 1344: o texto e a sua construção”,
Catalán (1992), “Alfonso X HIstoriador”, La Estoria de España de Alfonso X. Creación y evolución 11
Catalán (1992), “La expansión al Occidente de la Península Ibérica del modelo historiográfico Estoria de España - nuevas precisiones”, La Estoria de España de Alfonso X. Creación y evolución 185, 189-93
Horta (1991), “A imagem do Africano pelos portugueses antes dos contactos”, O Confronto do Olhar: O encontro dos povos na época das Navegações portuguesas, Séculos XV e XVI. Portugal, África, Ásia, América 51
Martins (1990), “Da 'Crónica geral de Espanha de 1344' à 'General Estoria'”, Alegorias, Símbolos e Exemplos Morais da Literatura Medieval Portuguesa 247-50
Paredes Núñez (1990), “La Épica medieval portuguesa y los orígenes del Romancero peninsular”, Memorias de la Real Academia de Buenas Letras de Barcelona 22:passim
Craddock (1986), “Dynasty in Dispute: Alfonso X el Sabio and the Succession to the throne of León and Castille in History and Legend”, Viator 17:197-219
Capdebosca (1984), “La trame juridique de la légende des infants de Lara: incidents des Noces et de Barbadillo”, Cahiers d'Études HIspaniques Médiévales 9:189-205
Repertorium fontium historiae Medii Aevi, primum ab Augusto Potthast digestum, nunc cura collegii historicorum e pluribus nationibus emendatum et auctum (1967-2007) 3:329-30 , n. Textus Lusitanus secundae redactionis
Menéndez Pidal (1955), “Tradicionalidad en las Crónicas Generales de España”, Boletín de la Real Academia de la Historia 136:134-35
Cintra (1948), “Sobre o Sumário de Crónicas até ao ano de 1368 da Biblioteca Real de Madrid”, Boletim de Filologia 6:299-320
Cirot (1929), “Anedoctes ou légendes sur l'époque d'Alphonse VIII”, Bulletin Hispanique 29:337-50
Cirot (1926), “Anedoctes ou légendes sur l'époque d'Alphonse VIII”, Bulletin Hispanique 28:246-59
Gomes (2008-06), “Léxico feudo-vassálico nos primeiros relatos do reinado de D. Dinis”, GUARECER on-line 1-17
Moreira (2007-12), “A Primeira Redacção da Crónica Geral de Espanha de 1344, Fonte da Crónica de 1419?”, GUARECER on-line
Sousa (2007), “Medieval Portuguese Royal Chronicles. Topics in a Discourse of Identity and Power”, e-journal of Portuguese History 5:2
Lorenzo (2006), “A onomástica do personaxe na prosa galega medieval”, Troianalexandrina 6:232-40
Silvério (2006), “A Retórica do Coração no Discurso Cronístico da Realeza de Borgonha”, O Corpo e o Gesto na Civilização Medieval. Actas do Encontro 201-15
Godinho (2006), “Dois Casos de Heróis Sem Terra: Rodrigo e Guillaume d'Orange”, Medieval and Renaissance Spain and Portugal. Studies in Honor of Arthur L-F. Askins 199-206
Amado (2005), “Epílogos sem modelo em Fernão Lopes”, Modelo. Actas do V Colóquio da Secção Portuguesa da Associação Hispânica de Literatura Medieval 267-77
Cambraia (2005), Introdução à Crítica Textual 171-73
Dias (2005), “A máscara retórica do historiador”, Actes del X Congrés Internacional de l'Associació Hispànica de Literatura Medieval 2:665-78
Lopes (2005), “Modelo e contra modelo: O retrato de Afonso Henriques nos textos medievais”, Modelo. Actas do V Colóquio da Secção Portuguesa da Associação Hispânica de Literatura Medieval 129-39
Oliveira (2005), “Sobre a historiografia no período arcaico da língua portuguesa”, Inventário
Ramos (2005), “Um silêncio na história literária portuguesa: Mathilde de Boulogne”, Actas del IX Congreso Internacional de la Asociación Hispánica de Literatura Medieval 3:404-06
Ferreira (2005), “A lenda dos Sete Infantes. Arqueologia de um destino épico medieval”,
Sobral (2005), “O Modelo discursivo hagiográfico”, Modelo. Actas do V Colóquio da Secção Portuguesa da Associação Hispânica de Literatura Medieval 97-107
Dias (2005), “Modelos teóricos e descrições aplicadas: Imagens de soberanos na cronística ibérica de inspiração afonsina (sécs. XIII-XIV)”, Modelo. Actas do V Colóquio da Secção Portuguesa da Associação Hispânica de Literatura Medieval 117-28
Dias (2004), “Uso pragmático do topos da Rainha Má na Segunda Redacção da Crónica de 1344”, Mulheres Más. Percepção e Representações da Mulher Transgressora no Mundo Luso-Hispânico 1:123-40
Amado (2003), “Ainda sobre o Milagre de Ourique”, Da Decifração em Textos Medievais. IV Colóquio da Secção Portuguesa da Associação Hispânica de Literatura Medieval 304-08
Dias (2003), Metamorfoses de Babel. A Historiografia ibérica (sécs. XIII-XVI): contstruções e estratégias textuais
Dias (2003-04), “A Lenda do Rei Bamba”, Estudos de Literatura Oral
Fernandes (2003), “O discurso e o poder na obra de Pedro Afonso, Conde de Barcelos”, Anais do IV Encontro Internacional de Estudos Medievais 351-52
Ceccucci (2002), “A construção do mito do herói fundador. Discurso narrativo e discurso ideológico na Gesta de Afonso Henriques”, L'épopée Romane. Actes du XVe Congrès international Rencesvals 2:775
Dias (2002), “Ética cavaleiresca e gigantismo. Particularidades da imagem de Hécules na Crónica de 1344 como ponte de partida para uma reflexão sobre as ‘três matérias'”, Matéria de Bretanha em Portugal 205-14
Domínguez (2002), “Lírica y cruzadas en el ámbito hispanomedieval. Una lectura de las cantigas gallego-portuguesas desde la Literatura Comparada”, Iberia cantat 178
Júdice (2002), “Survivances épiques dans la prose médievale portugaise”, L'épopée romane. Actes du XVe Congrès international Rencesvals 2:883
Pacheco (2002), “O cavaleiro adormecido n'A Demanda do Santo Graal: o sonho no romance arturiano. Comparação com alguns trechos da historiografia medieval”, Matéria de Bretanha em Portugal 200-02
Pérez Pascual (2002), “Crónica de 1344”, Diccionario filológico de literatura medieval española. Textos y transmisión 320-24
Carvalho (2001), “A Crónica Geral de Espanha de 1344, de D. Pedro, conde de Barcelos”, História da Literatura Portuguesa. Vol. I […] 217-51
Dias (2001), “O mundo paralelo dos simulacra”, Figura. Actas do II Colóquio […] 219-32
Fournier (2001), “Bamba: construção de uma exemplaridade - a propósito da figura do refundidor da Crónica geral de Espanha de 1344”, Figura. Actas do II Colóquio […] 133-69
Mattoso (2001), “Sobre o pranto épico castelhano”, Memória dos Afectos - Homenagem da Cultura Portuguesa ao Prof. Giuseppe Tavani 115-27
Paredes Núñez (2001), “Vestigios épicos en los nobiliarios medievales portugueses”, L'épopée romane au Moyen Âge et aux temps modernes. Actes du XIVe Congrès International de la Société Roncesvals pour l'Étude des Épopées Romanes 2:791-99
Sousa (2001), “A narrativa sobre a Batalha do Salado no Livro das Linhagens do Conde D. Pedro”, História da Literatura Portuguesa. Vol. I […] 253-62
Torre (2001), “O herói em viagem na cge1344: ao (re)encontro com a fama”, Actas do Sexto Congresso da Associação de Lusitanistas [Actas na Internet]
Dias (2000), “Translatio Auctoritatis”, Actas del VIII Congreso […] 1:639-49
Esteves (2000), “A produção literária em Portugal no séc. XIV: poemas, crónicas, novelas”, Congreso Internacional de Historia y Cultura en la Frontera 1:48-50
Mattoso (2000), “Traduções portuguesas de textos castelhanos (séculos XIII a XV)”, Congreso Internacional de Historia y Cultura en la Frontera 1:25
Amado et al. (1999), “Belief in History”, A Revisionary History of Portuguese Literature 17-29
Carmelo (1999), “O milagre de Ourique ou um mito nacional de sobrevivência”, Biblioteca On-line de Ciencias da Comunicação
Esteves (1999), “Manipulação criativa de fontes na Crónica geral de Espanha de 1344”, El Retrato Literario […] 605-10
Fino (1999), “Na fábrica do mito. Algumas notas sobre a estoria de D. Afonso I”, Revista da Faculdade de Letras. Línguas e Literaturas. Segunda Série 16:231-45
Fournier (1999), “A refundição da Crónica Geral de Espanha de 1344: repetição e diferença”, E Vós, Tágides Minhas […] 335-42
Ranchhod (1999), “Construções com nomes predicativos na Crónica Geral de Espanha de 1344”, Lindley Cintra: Homenagem ao Homem […] 667-81
González Jiménez (1999-2000), “Alfonso X en la historiografía portuguesa del siglo XIV”, Fundación 2:125-33
Oliveira (1998), “Mulheres e fronteira na cronística medieval dionisiana”, IV Jornadas Luso-espanholas […]
Costa (1998), A Guerra na Idade Média. Um estudo da mentalidade de cruzada na Península Ibérica
Dias (1998), “Le duel des géants”, L'Antichitá nella cultura europea del medioevo / L'Antiquité dans la culture européenne du Moyen Âge 195-205
Domínguez (1998), “Galego, romanço, nossa linguage: o nome da lingua na prosa medieval de creación”, Verba 25:325-43
González Jiménez (1998), “La blasfemia de Alfonso X. Un caso de manipulación histórica”, Concentus Libri 6:139-47
Esteves (1998), Narrativas da Crónica Geral de Espanha de 1344. Antologia 5-15
Amado (1997), “Os géneros e o trabalho textual”, O Género do Texto Medieval 1-28
Esteves (1997), “A lenda de Vamba na Crónica Geral de Espanha de 1344”, Cuentos y leyendas de España y Portugal 209-12
Figueiredo (1997), “O maravilhoso na Crónica Geral de Espanha de 1344”, O Género do Texto Medieval 97-104
Dias (1997), “Modelos heróicos num fluir impuro”, O Género do Texto Medieval 105-12
Amado (1997), “Investigação das origens: o reinado de D. Afonso Henriques”, Actas del VI Congreso Internacional […] 1:143-49
Esteves (1997), “A influência da retórica na historiografia portuguesa do séc. XIV. A Crónica Geral de Espanha de 1344”, Actas del VI Congreso Internacional […] 1:581-86
Esteves (1997), A Crónica Geral de Espanha de 1344: Estudo estético-literário
Dias (1996), “Pax, Lux, Lex, Rex”, Die Ritterorden im Mittelalter / Les Ordres Militaires au Moyen Age. VII. Jahrestagung der Reineke-Gesellschaft 31-45
Esteves (1996), “A dimensão retórica na Crónica Geral de Espanha de 1344”, Colóquio/Letras 142:103-09
Esteves (1995), “Relações entre as lendas de Fernão Gonçalves e Afonso Henriques”, Medioevo y literatura […]
Frazao (1995), “Le secret dans la Legende du Roi Rodrigo”, Secret et Topique Romanesque du Moyen Âge au XVIIIe siècle. Actes du Colloque International SATOR 323-26
Madrenas i Tinoco et al. (1995), “Oralitat i narratologia: Episodis narratius en la cronística de les literatures peninsulars”, Medioevo y literatura […]
Cepeda (1995), Bibliografia da Prosa Medieval em Língua Portuguesa 85-89
Esteves (1994), “Estudo estético-literário: A Crónica Geral de Espanha de 1344”,
Pérez Pascual (1993), “Relaciones entre la Cronica de 1344 y la Cronica de 1404”, Actas do IV Congresso da Associação Hispânica de Literatura Medieval
Esteves (1993), “O motivo da tenda real na Crónica geral de Espanha de 1344”, Actas do IV Congresso da Associação Hispânica de Literatura Medieval
Krus (1993), “Crónicas Breves de Santa Cruz”, Dicionário da Literatura Medieval Galega e Portuguesa 194
Torre (1993), “'Ars' e 'utilitas': a narrativa breve na Crónica Geral de Espanha de 1344”,
Vatteroni (1993), “Osservazioni sulla leggenda degli Infanti di Lara nella Primera crónica general”, Medioevo Romanzo
Krus (1993), “Crónica Geral de Espanha de 1344”, Dicionário da Literatura Medieval Galega e Portuguesa 189-90, 194, 194
Xavier et al. (1993), Corpus Informatizado do Galego-Português Medieval
Cintra (1992), “A visão do mundo nas Crónicas da Escola Afonsina”, A Imagem do Mundo na Idade Média […]
Fontes (1992), “A lenda do rei Rodrigo: o herói e a decifração do mundo”, A Imagem do Mundo na Idade Média […]
Nascimento et al. (1992), “O III Concílio de Toledo e a Historiografia Portuguesa: Do silêncio consentido à utilização deliberada”, Lusitania Sacra. 2.a série 4:381-83
Fernandes (1990), Homenagem de Lalim ao Conde Dom Pedro: A História de Lalim 398-400
Pérez Pascual (1990), “La Crónica de 1404. Edición y estudio”, 118-20
Camacho (1989), “A Lenda do rei Rodrigo”,
Capdeboscq (1989), “Mudarrá, héros naturel ou culturel? Étude comparative de la Crónica Geral de 1344 et de la Primera Crónica General”, Cahiers d'Études Romanes
Fonseca (1989), “Alguns elementos pré-romanos e gregos no onomástico do português arcaico”, Actes du XVIIIe Congrès International de Linguistique et Philologie Romanes 4:571-77
Rebelo (1987), “A lenda do Rei Bamba: parábola do poder real”, Arquivos do Centro Cultural Português
Mattoso (1985), “A literatura genealógica e a cultura da nobreza em Portugal (s. XIII-XIV)”, Portugal Medieval. Novas interpretações 309-28
Fonseca (1985), “Provencalismos e Galicismos nas Crónicas das Portugaliae Monumenta Historica”, Contacts de Langues Discours Oral. Actes du XVIIème Congrès International de Linguistique et Philologie Romanes 7:77-91
Mattoso (1983-85), “La littérature généalogique et la culture de la noblesse au Portugal (XIIIe-XIVe siècles)”, Bulletin des Études Portugaises et Brésiliennes 44-45:73-92
Ferreirós (1982), “Alfonso X, su labor legislativa y los historiadores”, Historia. Instituciones. Documentos 9:70-75
Catalán et al. (1975), Crónica del Moro Rasis 1:xvii-xix
Saraiva (1968), “Sobre o texto da Tradição Épica de Afonso Henriques”, Colóquio 48:51-55
Fonseca (1967), “Les Chroniques portugaises des Portugaliae Monumenta Historica”, Revue des Langues Romanes 77:61-70
Catalán (1962), De Alfonso X al Conde de Barcelos
Catalán (1959), “La 'Crónica Geral de Espanha' del Conde Don Pedro de Barcelos (1344) y los orígenes de la historiografía portuguesa”, Ibérida
Catalán (1959), “La versión portuguesa de la Crónica General”, Romance Philology
Armistead (1958), “An Unnoticed Epic Reference to Doña Elvira, Sister of Alfonso VI”, Romance Philology
Armistead (1957), “The Enamored Doña Urraca in Chronicles and Balladry”, Romance Philology
Cintra (1956-57), “D. Pedro, conde de Barcelos, Gomes Lourenço de Beja e a autoria da 'Crónica Geral de Espanha de 1344'”, Boletim de Filologia
Cintra (1956), “Alguns casos de diferenciação lexical entre o português e o castelhano literários dos séculos XIV-XV”, Atti. VIII Congresso Internazionale di Studi Romanzi
Cintra (1951-90), Crónica geral de Espanha de 1344. Edição crítica do texto português 1:xxxvi-xxxviii
Menéndez Pidal (1921), “Sobre la traducción portuguesa de la Crónica General de España de 1344”, Revista de Filología Española
Zierer (2003), Mécia, Matilde e Beatriz: Imagens Femininas Refletidas nas Rainhas de Portugal do Século XIII
Peixeiro (2009-09-10/11), Àpropos d'une notice sur le vermillon dans la Crónica Geral de Espanha
Dias (2010-11-12), Falar e vencer: o conde Fernán González na batalha de Hacinas, segundo a versão da Crónica Geral de Espanha de 1344
Bautista (2010-06), Original, versiones e influencia del Liber regum: estudio textual y propuesta de stemma
Miranda (2010-06), Do Liber regum em Portugal antes de 1340
Bautista (2011-06), Cardeña, Pedro de Barcelos y la Genealogía del Cid
Figueiredo (2012-09-06), Contaminatio y amplificatio en la escrita y reescrita historiográficas sobre los reinados de D. Dinis y D. Afonso IV (de la Crónica Geral de Espanha de 1344 a la Crónica de Portugal de 1419
Bautista (2013-12-16), “Genealogías de la materia de Bretaña: del Liber regum navarro a Pedo de Barcelos (c. 1200-1350)”, e-Spania
Ferreira (2014-11-19), A História como "estória" na Crónica de 1344
Gomes (2015-09-22), O manuscrito 1499 da Biblioteca Nacional de España e o seu lugar no stemma codicum da secção final da segunda redacção da Crónica de 1344
Moreira (2015), “Processos de ficcionalização do discurso nos relatos cronísticos do reinado de Afonso VIII de Castela”, Literatura y Ficción: ‘estorias', aventuras y poesía en la Edad Media 1:234-37
Note Não se conhece, na íntegra, o texto original da 2da Redacção de ca. 1400 --só (em português) os textos de duas cópias [ampliadas, cada uma com os seus próprios aumentos, abreviações e outras modificações] e de um extracto avulso: 1) o texto do MS Azul 1 da Academia das Ciências (a versao dita "duarteana") de antes de.1425 [?]; 2) o texto do MS Fonds Portugais 9, de Paris (a versão dita condestabriana) de ca. 1459, que alguns consideram "uma 3a redacção," que é a fonte das várias cópias; e 3) uma cópia de
um dos seus elementos, a dita "Crónica do Conde D. Henrique e de D. Afonso Henriques", conhecido também pelo nome "Crónica Breve de Santa Cruz de Coimbra [III]".
Cf. página XXIX - XLII ("Redacções de Crónica de 1344") do 1o volume da edição de Cintra (Bibid 1145), nomeadamente nas pp. XLI-XLII. As variantes entre a versão "duarteana" de antes de 1433 e a versão "condestrabriana" de ca. 1459 são notáveis.
Subject Crónicas - Histórias Medievais
Fundo Geral
Number of Witnesses 4
ID no. of Witness 1 cnum 29373
City, library, collection & call number : Desconhecido - Perdido ?, (BITAGAP manid 5577)
Copied 1400 ad quem
Title(s) Desconhecido, Crónica Geral de Espanha de 1344 de Pedro Afonso, Conde de Barcelos [Segunda Redacção], escrito/a 1400
ID no. of Witness 2 cnum 51000
City, library, collection & call number : Desconhecido - Perdido ?, (BITAGAP manid 7236)
Copied 1438 antes de
Title(s) Desconhecido, Crónica Geral de Espanha de 1344 de Pedro Afonso, Conde de Barcelos [Segunda Redacção], escrito/a 1400 ?
Desconhecido… Crónica Geral de Espanha de 1344 de Pedro Afonso, Conde de Barcelos [Versão duarteana], escrito/a 1420 antes de [?] ?
Note O texto seria traslado "em cadernos" [= não encadernado ?] da Segunda Redacção da 'Crónica
Geral de Espanha (de 1344)' de D. Pedro Afonso (de ca. 1400; Texid 1221) ou do texto da versão "duarteana" (antes de 1425 [?]; Texid 15006) que o rei teve no grande códice iluminado (Acad. Ciências, Az. 1; Manid 1081).

ID no. of Witness 3 cnum 1828
City, library, collection & call number Porto: Biblioteca Pública Municipal, Santa Cruz 86 (Ms. 79) (BITAGAP manid 1492)
Copied Coimbra: 1451 - 1500
Location in witness ff. 30r-39r
Title(s) Desconhecido… Crónica Breve de Santa Cruz [III], escrito/a 1400 ca. [extracto]
Desconhecido, Crónica Geral de Espanha de 1344 de Pedro Afonso, Conde de Barcelos [Segunda Redacção], escrito/a 1400
Pedro Afonso, 3o Conde de Barcelos, Crónica breve do Conde D. Henrique e del-rei D. Afonso Henriques [ver. 1344/1459], escrito/a 1459 a quo
Incipit & Explicits rubrica: [ 30r] Como e donde descenderom os reis de Portugall
texto: [ 30r] Conta a estoria em este lugar que a linhagem dos Reis de Purtugall veem per esta guisa. ElRey Dom Affomso tomou Tolledo aos mouros e casou hũa sua ffilha que avia nome dona TareiJa … [ 39r] … E este era o mais esfforçado caualleiro em armas E em força que auya em Espanha nem de que os mouros mayor medo aujam.
Condition Só os capítulos 705-14.
Associated MSS/editions Baseado em manid 5577 MS: Desconhecido - Perdido?. 1400 ad quem. Desconhecido, Crónica Geral de Espanha de 1344 de Pedro Afonso, Conde de Barcelos [Segunda Redacção], escrito/a 1400.
References Fonseca (2000), Crónicas Breves e Memórias Avulsas de S. Cruz de Coimbra. Edição fac-similada, paleográfica e crítica, com anotações 33-38, 53-65, 80-83, 98-110 e 123-24
Fonseca (1996), “Morfologia das crónicas portuguesas dos P.M.H.: artigos, numerais e pronomes”, Verba Hispanica 6:107-12
Krus (1993), “Crónicas Breves de Santa Cruz”, Dicionário da Literatura Medieval Galega e Portuguesa 194
Cruz (1968), Anais, Crónicas e Memórias Avulsas de Santa Cruz de Coimbra 130-39
Cruz (1964), Santa Cruz de Coimbra na Cultura Portuguesa da Idade Média 355-66
Cintra (1951-90), Crónica geral de Espanha de 1344. Edição crítica do texto português 1:cccxvii-cdxix, dxxi-dxxii
Herculano (1856-61), Portugaliae Monumenta Historica. Scriptores 1:26-29
Note 1) Cintra (1951, v. 1, pp. dxxi-dxxii): indica que o texto corresponde aos capítulos 705-714 da Crónica de 1344, na versão de Paris (Manid 1155). Reporta-se aos ff.195r-199v daquele manuscrito. 2) Texto truncado.

ID no. of Witness 4 cnum 29392
City, library, collection & call number : Desconhecido - Perdido ?, (BITAGAP manid 5579)
Copied 1672 ad quem
Title(s) Desconhecido, Crónica Geral de Espanha de 1344 de Pedro Afonso, Conde de Barcelos [Segunda Redacção], escrito/a 1400
Associated Texts Versão de [?] texid 1221 Desconhecido, Crónica Geral de Espanha de 1344 de Pedro Afonso, Conde de Barcelos [Segunda Redacção], escrito/a 1400
References Cintra (1951-90), Crónica geral de Espanha de 1344. Edição crítica do texto português 1:clii , n. nota 66
Brandão (1672), Monarquia Lusitana. Parte Sexta 410 et passim - 474
Note 1) "História antiga portuguesa" citada com frequência por Francisco Brandão no volume sexto da Monarquia Lusitana. 2) Filiação com os outros manuscritos da 2da Redação (original, versão duarteana, versão condestabreana) ainda não clarificada, mas os números dos capítulos citados por Brandão não correspondem: tradição variante.
Record Status Created 1988-09-11
Updated 2021-08-13