Philobiblon (sm)(tm)

Back to Search     Back to Results


Work ID number BITAGAP texid 1095
Authors Duarte, 11. Rei de Portugal
Titles Livro da Ensinança de Bem Cavalgar Toda Sela
Livro do Cavalgar
Arte de Domar os Cavalos
Incipit & Explicits texto: Porque todos os homens naturalmente desejam
Date / Place escrito/a 1433 depois de - 1438
Text Type: Prosa
Associated Texts Relacionado com O Cap. 11 da Segunda Parte e os Caps. 8 e 9 da Quinta aparecem, com ligeiras variantes, em: texid 1094 Duarte, 11. Rei de Portugal, Leal Conselheiro, compilado/a 1437 - 1438
texid 1094 Duarte, 11. Rei de Portugal, Leal Conselheiro, compilado/a 1437 - 1438
References (most recent first) Dias (2020), “The Iberian Peninsula and the Trans-Pyrenean World: Assessing Cultural Change through the Representation of Dress and Horsemanship in Manuscript Illuminaton”, Anuario de Estudios Medievales 809-10
Grant (2020), The Medieval Longsword 28-29, 39-40
Hering (2020), “Da dominação à tentativa de comunicação: uma análise dos métodos de doma para equitação”, Revista Latinoamericana de Estudios Críticos Animales 283-84
Karlan (2020), “Falling into Shame: The Cultural History of an Emotion in Pre-Modern Iberia”, 38-40
Leandro (2020), “A iniciação dos nobres nos valores da corte (Portugal/século XV)”, 57 e passim
Oliveira (2020), “A espada medieval. Da thesis à praxis (séculos XIV e XV)”, 65-66, 103
Tibúrcio (2020), “A Crónica Geral de Espanha de 1344 entre os séculos XIV e XV: A génese de um scriptorium de corte?”, Juvenes - The Middle Ages seen by young researchers
Campbell (2019), “Reading Horses and Writing Chivalry”, The Horse in Premodern European Culture
Curl (2019), “Late Medieval Lance Use: Mounted Combat and Martial Arts in Western Europe from the 14th to the 16th Century”, Arms & Armour 30-40, 43-44, 49
Jobst (2019), “How to Ride before a Prince: The Rise of Riding as a Performance Art”, The Horse in Premodern European Cultures
Aguiar (2018), Cavaleiros e Cavalaria. Ideologia, práticas e rituais aristocráticos em Portugal nos séculos XIV e XV passim
Gomes (2018), “Percepção da atividade cinegética como espaço de folgança e itinerância através da literatura técnica da dinastia de Avis (Portugal, séculos XIV e XV)”, Viagens e Espaços Imaginários na Idade Média 208 e passim
Shibata (2018), “O surgimento da literatura humanista na Península Ibérica: traduções e apropriações da cultura clássica”, Revista de História e Estudos Culturais 8-9
Ferro (2016), “A livraria de D. Duarte (1433-1438) e seus livros em linguagem”, História e Cultura: Dossiê Os primeiros passos dos escritos em línguas vernáculas na Idade Média 5:144 , n. 15
Forgeng (2016), The Book of Horsemanship by Duarte I of Portugal
Shibata (2016), “Cultura clássica e literatura vernacular no século XV em Castela e Portugal”, História e Cultura: Dossiê Os primeiros passos dos escritos em línguas vernáculas na Idade Média 5:1:117
Mendes (2015), “Os Animais nas Cantigas de Santa Maria (I)”, Eikón Imago 4:30
Gomes (2014), “O papel dos jogos e da literatura técnica na construção do poder régio avisino (Portugal, séc. XIV/XV)”, Nas Trilhas da Antiguidade e Idade Média 219
Silva (2014), “O regimento do corpo em Portugal no século XV”, 114-15, 24, 57, 87-88, 162
Teodoro (2014), “Breves apontamentos sobre a formação moral do varão (Portugal, séc. XV)”, História Unisonos 18:2:404
Teodoro (2014), “Do varão casado a um reino virtuoso (Portugal - sécs. XIV-XVI)”, 18, 94, 97, 110
Rodrigues (2013), As Tristes Rainhas: Leonor de Aragão, Isabel de Coimbra 200-01
Fonseca et al. (2013), Álvaro Gonçalves Coutinho o "Magriço": o cavaleiro e o seu tempo 53-54. 58
Gomes (2013), “Apresentação do conhecimento através das relações com a natureza no baixo-medievo português”, Anais do XXVII Simpósio da ANPUH
Tomassini (2013), “‘A la brida'e á la gineta'. Diverse tecniche equestri nel tardo Medioevo e nel Rinascimento”, Le opere della Cavalleria. La tradizione Italiana dell'arte equestre durante il Finascimento e nei secoli successivi
Tomassini (2013), “L'equitazione come modo per coltivare l'anima. Dom Duarte e i rimedi contro la paura”, Le opere della Cavalleria. La tradizione Italiana dell'arte equestre durante il Finascimento e nei secoli successivi
Teodoro (2012), A escrita do passado entre monges e leigos. Portugal - séculos XIV e XV 68, 73-75
Dias (2010), “As faces do urso no imaginário medieval ibérico: mitos, moralizações e práticas venatórias”, Actas del XIII Congreso Internacional Asociación Hispánica de Literatura Medieval 1:671-87
Barbosa (2010), “A construção de um novo paradigma de cavalaria a partir da dinastia de Avis: o modelo do Livro da Ensinança de bem cavalgar toda sela”, Atas da VIII Semana de Estudos Medievais 276-85
Barbosa (2010), “A imagem do cavaleiro ideal em Avis à época de D. Duarte e D. Afonso V (1433-1481)”,
Accorsi Jr. (2010), “La prosa de la corte real portuguesa en el siglo XV”, Polígramas 33:99-109
França (2010), A representação do passado e a moral no século XV em Portugal
Fallows (2010), Jousting in Medieval and Renaissance Iberia 1-2, 18, 130-31, 170, 187-88, 267-68, 272, 280, 305
Serra (2010), “Las actividades corporales en Portugal durante los siglos XIV y XV. Análisis de las obras de Don João I y Don Duarte”,
França (2010), “Uma escrita do passado centrada nas guerras”, Cadernos de História 11:14:48, 52
Gomes (2010), “Ócio e poder: um estudo sobre a literatura técnica da Dinastia de Avis (Portugal - XIV/XV)”, O Portugal medieval: monarquia e sociedade 215-22
Pante et al. (2009), “O verbo tomar como verbo-suporte no Livro da Ensinança de Bem Cavalgar Toda Sela”, Revista Philologus 15:144-52
Silva (2009), “Práticas de Leitura e Ensinamentos Morais na Corte de Avis”,
Valverde (2009), Anotaciones al Libro de monteria de Alfonso XI 55-56, 69-70
Beceiro Pita (2006), “La recepción de la cultura aristocrática castellana en el Portugal de los Avis”, Estudos em homenagem ao Professor Doutor José Marques 2:225
Sousa (2006), “D. Leonor, ‘a triste rainha'”, Estudos em homenagem ao Professor Doutor José Marques 2:359-73
Marques (2004-09-10), “História da Medicina Veterinária”, DRABL - Direcção Regional de Agricultura da Beira Litoral
Oliveira (2004), “Mais pedras que de livros, D. Afonso, 4o Conde de Ourém e a cultura nobiliárquica do seu tempo”, Actas. Congresso Histórico D. Afonso 4.o Conde de Ourém, e sua Época 293 et passim
Faria Jr (2003), “Corpus sanum: os esportes na tradição clássica e as lições de D. Duarte”, Anais do IV Encontro Internacional de Estudos Medievais 324-33
Homem et al. (2007), “Rey y ‘Totalidad Nacional' en la obra de Don Duarte: en torno a los conceptos de prudencia y consejo”, Hispania: Revista Española de Historia 67:929-44
Crespo (2006), “O Corpo em Jogo no Ocidente Medieval”, O Corpo e o Gesto na Civilização Medieval. Actas do Encontro 189-200
Muhlberger et al. (2005), The Royal Book of Jousting, Horsemanship and Knightly Combat: A Translation into English of King Dom Duarte's 1438 Treatise ‘Livro Da Ensinança De Bem Cavalgar Toda Sela', "The Art of Riding on Every Saddle"
Araújo (2004), “Contributo para a história da alveitaria e dos cavalos de guerra no Portugal medieval - Contribution to the history of medieval Portuguese farriery (alveitaria)”, Revista Portuguesa de Ciências Veterinárias 99:549:23
Perkins (2004), “Of Horses and Humours”, A Primavera toda para ti. Homenagem a Helder Macedo. A Tribute to Helder Macedo 69-73
Galli (2003), “A educação do cavaleiro nas obras de Dom Duarte”, Anais do IV Encontro Internacional de Estudos Medievais
Gali (2002), “O Livro da Ensinança (XV): um estudo sobre a educação do físico”,
Pereira (2002), A la découverte de l'équitation portugaise
Pereira (2002), “Le cheval, l'art et la littérature équestre portugaise au Moyen Âge: présentation dos oeuvres équestres de Mestroe Giraldo et El Rei Dom Duarte”, L'épopée romane. Actes du XVe Congrès international Rencesvals 2:979-91
Simões (2001), “Os textos didácticos da ‘Geração de Avis'”, História da Literatura Portuguesa. Vol. I […] 397, 400-02
Dionísio (2001), “A recepção de D. Duarte no séc. XX”, Sobre o Tempo […] 361-75
Maués (2001), “As ensinanças do livro do cavalgar”, A Literatura Doutrinária […] 201-42
Pereira (2001), Etude du premier traité d'équitation portugais: Livro da ensinança de bem cavalgar toda sela, du roi Dom Duarte
Rebelo (2001), “La prosa di Corte”, Civiltà letteraria […] 214
Anglo (2000), The Martial Arts of Renaissance Europe 22, 230-33, 256-58, 264, 269
Gavilanes Laso (2000), “La prosa profana, didáctica y doctrinal del siglo XV”, Historia de la literatura portuguesa 137-38
Gama (1999), “A geração de Avis. I: D. Duarte”, História do Pensamento Filosófico Português […] 379-411
Oliveira (1999), “D. Duarte. Educador: Uma abordagem interdisciplinar das relações da vontade com a razão no Livro da Ensinança de Bem Cavalgar Toda a Sela”,
Monteiro (1998), A Guerra em Portugal nos finais da Idade Média 413-15, 420, 422, 425, 429, 492
Dias (1997), A Arte de ser Bom Cavaleiro 49-122
Cepeda (1995), Bibliografia da Prosa Medieval em Língua Portuguesa 111-13
Costa (1994), A Caça em Portugal 55
Lorenzo (1993), “Livro da Ensinança de Bem Cavalgar Toda Sela”, Dicionário da Literatura Medieval Galega e Portuguesa 400-02
Botelho (1991), D. Duarte
Ferreira (1991), “Livro da ensinança do bem cavalgar toda sela: contradições entre o mundo mental da nobreza e as transformações econômicoas e sociais no século XV em Portugal”,
Barber et al. (1989), Tournamments: Jousts, Chivalry and Pageants in the Middle Ages
Anglo (1988), “How to Win at Tournaments: The Techinque of Chivalric Combat”, The Antiquaries Journal 68:252-53, 254-56
Duarte (D.) (1981), “Livro da Ensinança de Bem Cavalgar Toda Sela”, Obras dos Príncipes de Avis
Martins (1979), A Bíblia na Literatura Medieval Portuguesa 65-69
Willard (1967), “Isabel of Portugal, Patroness of Humanism?”, Miscellanea di studi e ricerche sul Quattrocento francese 526
Nunes (1965), “Nótulas de História do Século XV Português”, Do Tempo e da História 1:57-58
Botelho (1951), “Andar dereito. Considerações sobre a 'Cavalaria' segundo D. Duarte”, Revista Portuguesa de Filosofia 7:3:253-74
Cavalheiro (1949), “D. Duarte e a versatilidade historiográfica”, Ocidente 37:92-95
Lima (1937), “O desporto, o mêdo e El-Rei D. Duarte”, Ensaios sôbre o desporto
Giese (1934), “Portugiesisches Reitzeug am Anfange des XV. Jahrhunderts nach D. Duartes 'Livro da ensinança de bem cavalgar toda sella'”, Miscelânea Scientífica e Literária dedicada ao Doutor J. Leite de Vasconcellos
Tomassini (2017-12-26), Dom Duarte's travel
Note Para os capítulos duplicados no Leal Conselheiro, cf. Caps. 3, 5 e 83.
Subject Equitação - Gineta
Educação - Ensino
Fundo Geral
Number of Witnesses 2
ID no. of Witness 1 cnum 1119
City, library, collection & call number Paris: Bibliothèque nationale de France [Richelieu], Fonds Portugais, 5 (BITAGAP manid 1154)
Copied 1438 ca.
1433 - 1438
1451 depois de (Dionísio (2007))
1458-05-01 a quo (Ver "Notas" comentário de F.A. Moreira)
Location in witness ff. 99r-128r
Title(s) Duarte, 11. Rei de Portugal, Livro da Ensinança de Bem Cavalgar Toda Sela, escrito/a 1433 depois de - 1438
liuo da enssynança de bem caualgar toda sela, 99r
Incipit & Explicits prólogo: [ 99r] EM nome de nosso senhor ihesu xp̃o
texto: [ 99r] POr que todollos homẽes naturalmẽte desejam … [ 128] … e muyto molhadas charnecas mais se guardem.
References Xavier et al. (1993), Corpus Informatizado do Galego-Português Medieval
Piel (1944), Livro da Ensinança de Bem Cavalgar Toda Sela que fez El Rey dom Eduarte. Edição crítica acompanhada de notas e dum glossário
Sousa (2o Visconde de Santarém) et al. (1875), Leal Conselheiro, o qual fez Dom Duarte
Sousa (2o Visconde de Santarém) et al. (1854), Leal Conselheiro, o qual fez Dom Duarte 497-650
Sousa (2o Visconde de Santarém) et al. (1843), Leal Conselheiro e Livro da Ensinança de bem cavalgar toda sela, escritos pelo Senhor D. Duarte II:3-118
Sousa (2o Visconde de Santarém) et al. (1842), Leal Conselheiro, o qual fez D. Duarte, … seguido do Livro da Ensinança de bem cavalgar toda sella
ID no. of Witness 2 cnum 23314
City, library, collection & call number Lisboa: Academia das Ciências de Lisboa, Azul 141 (BITAGAP manid 4021)
Copied 1851 - 1900
Location in witness ff. 167r-213r
Title(s) Duarte, 11. Rei de Portugal, Livro da Ensinança de Bem Cavalgar Toda Sela, escrito/a 1433 depois de - 1438
Começasse o Liuro da enssynança de bem caualgar toda sela, 167r
Incipit & Explicits prólogo: [ 167r] Em nome de nosso senhor jhũ xpõ
texto: [ 168r] Porqe Todollos homeẽs naturalm.te desejam sua honrra … [ 213r] … e muito molhadas charnecas, mais se guardem.
Record Status Created 1988-07-23
Updated 2021-01-04