Philobiblon (sm)(tm)

Back to Search     Back to Results


ID no. of Person BITAGAP bioid 10685
Name Gonçalo Lourenço, cavaleiro [1415-08-21]
Gonçalo Lourenço de Gomide
Sex M
Title cavaleiro 1415-08-21 (Wikidata)
escrivão da puridade 1396 - 1415
escrivão da Câmara (Gomes (2003))
escrivão da Câmara régia (Morato (1837))
notário geral na Corte (Morato (1837))
criado régio 1397 ca.
Milestones Nascimento Évora 1350 ca.
Óbito 1426
Associated Persons *criado: Lopo Fernandes, escrivão do Paço da Madeira [1399-08-08] (1399 ca.)
Other Associations with Works texid 24910 Gonçalo Rodrigues Camelo, Alvará de mercê a Manuel Domingues, escrivão dos Contos de Lisboa e filho de Nicolau Domingues, escrivão dos ditos Contos, dando-lhe mantimento e vestir enquanto ajudasse o seu pai no apuramento dos direitos reais na Alfândega da dita cidade, escrito/a 1410-12-11
texid 24911 João I, 10. Rei de Portugal, Carta dando Lopo Fernandes, criado de Gonçalo Lourenço (escrivão da Puridade), por escrivão do Almoxarifado do Paço da Madeira, pela guisa que o foi Gonçalo Domingues Barrufo, já finado
texid 18271 João I, 10. Rei de Portugal, Carta de doação a Gonçalo Lourenço, criado e escrivão da Puridade, de todos os bens de Afonso Eanes, morador em Setúbal, confiscados por dívidas, escrito/a 1397-04-16
texid 18975 João I, 10. Rei de Portugal, Carta de doação a Gonçalo Lourenço de uma quinta no termo de Torres Vedras, confiscada, por maldades e traições, a João Fernandes Pacheco, escrito/a 1398-04-06
texid 18976 João I, 10. Rei de Portugal, Carta de doação a Gonçalo Lourenço do couto de Guardão (em Tondela na comarca da Beira), confiscado, por maldades, a João Fernandes Pacheco, escrito/a 1398-04-06
texid 18969 João I, 10. Rei de Portugal, Carta de doação a Gonçalo Lourenço, escrivão da Puridade, de todos os bens em Sintra confiscados a João Fernandes Pacheco por maldades e traições, escrito/a 1398-05-29
texid 18915 João I, 10. Rei de Portugal, Carta de doação a Gonçalo Lourenço, seu criado e escrivão da Puridade, do lugar de Vila Verde dos Francos, confiscado ao Mosteiro de Odivelas por lhe ser leixado injustamente por Violante Vasques, freira professa, escrito/a 1396-06-07
texid 29106 João I, 10. Rei de Portugal, Estando em Santarém, 1397-06-15, quando 'o nosso adversario de Castela britou as treguas e nos cometeo de guerra': carta a Vasco Eanes, tesoureiro, e a Gonçalo Lourenço, criado régio e escrivão da Puridade, mandando pagar o soldo das suas gentes e outrossim as graças a algumas pessoas, escrito/a 1397-09-17
texid 20558 Milagre de Pero Velho, mandado enforcar três vezes mas libertado por Santa Maria [SNSV 29], milagre relatado em: 1407-06-13
References (most recent first) McCleery (2021), “Escaping Justice? The Politics of Liberation Miracles in Late Medieval Portugal”, A Companion to Medieval Miracle Collections 262-63
Freitas (2015), “A reunião magna de Torres Vedras de 1414: um Conselho de Estado?”, A Conquista de Ceuta. Conselho Régio de Torres Vedras [Turres Veteras - XVII] 53-64
Wikimedia Foundation (2012-), Wikidata , n. Q106466220
Morato (1837), “Memória sobre os escrivães da puridade dos reis de Portugal, e do que a este officio pertense”, Memórias da Academia R. das Sciencias de Lisboa 12:1:168-69, 172-73
Gomes et al. (2003), The Making of a Court Society: Kings and Nobles in Late Medieval Portugal 182
Note Foi criado e escrivão da puridade e da Câmara de D. João I. Participou na conquista de Ceuta em 1415. Foi escrivão da câmara do Infante D. Pedro.
Subject Recursos electrónicos - Internet
Internet https://www.wikidata.org/wiki/Q106466220 visto 2021-12-31
Record Status Created 2015-08-07
Updated 2022-06-16